Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Major Vitor Hugo diz que votação da reforma acontecerá na CCJ na semana que vem



15/04/2019 | 20:45


O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), e o deputado José Guimarães (PT-CE) anunciaram que a votação da proposta da reforma da Previdência acontecerá na semana que vem na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Inicialmente, o governo havia previsto que o colegiado concluísse a votação ainda antes do feriado.

Um acordo foi fechado com a oposição para que as discussões sobre o tema comecem nesta terça-feira (16) e prossigam até a quarta (17) e, se necessário, até a próxima segunda (22). Há mais de 100 deputados inscritos para debaterem a proposta. De acordo com o presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), a discussão deverá consumir cerca de 30 horas. Os membros da comissão poderão falar por 10 minutos e os que não integram o colegiado terão cinco minutos.

"O fato de a gente construir esse acordo de procedimento e discutir uma matéria tão relevante para o governo e para nós não, sem convergência no mérito, é uma vitória grande da CCJ. Faremos uma discussão sem travas, todo mundo fala, não tem encerramento de discussão e nem obstrução", afirmou Guimarães.

Questionado sobre se ouviu o Palácio do Planalto sobre o acordo, Vitor Hugo disse que a decisão é do Parlamento. "Não fiz consulta nenhuma ao governo, é uma decisão nossa. Queremos discutir o máximo possível, o embate de ideias vai aprimorar a proposta", disse. De acordo com o deputado, ainda não está marcada a sessão para a votação da PEC. "Vamos ver agora qual vai ser o melhor momento para votar na semana que vem", disse.

Minutos antes de o acordo ser fechado na CCJ, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), havia dito, em São Paulo, que a votação da PEC da reforma da Previdência ocorreria na terça ou na quarta-feira no colegiado. (COLABOROU MATEUS FAGUNDES)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Major Vitor Hugo diz que votação da reforma acontecerá na CCJ na semana que vem


15/04/2019 | 20:45


O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), e o deputado José Guimarães (PT-CE) anunciaram que a votação da proposta da reforma da Previdência acontecerá na semana que vem na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Inicialmente, o governo havia previsto que o colegiado concluísse a votação ainda antes do feriado.

Um acordo foi fechado com a oposição para que as discussões sobre o tema comecem nesta terça-feira (16) e prossigam até a quarta (17) e, se necessário, até a próxima segunda (22). Há mais de 100 deputados inscritos para debaterem a proposta. De acordo com o presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), a discussão deverá consumir cerca de 30 horas. Os membros da comissão poderão falar por 10 minutos e os que não integram o colegiado terão cinco minutos.

"O fato de a gente construir esse acordo de procedimento e discutir uma matéria tão relevante para o governo e para nós não, sem convergência no mérito, é uma vitória grande da CCJ. Faremos uma discussão sem travas, todo mundo fala, não tem encerramento de discussão e nem obstrução", afirmou Guimarães.

Questionado sobre se ouviu o Palácio do Planalto sobre o acordo, Vitor Hugo disse que a decisão é do Parlamento. "Não fiz consulta nenhuma ao governo, é uma decisão nossa. Queremos discutir o máximo possível, o embate de ideias vai aprimorar a proposta", disse. De acordo com o deputado, ainda não está marcada a sessão para a votação da PEC. "Vamos ver agora qual vai ser o melhor momento para votar na semana que vem", disse.

Minutos antes de o acordo ser fechado na CCJ, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), havia dito, em São Paulo, que a votação da PEC da reforma da Previdência ocorreria na terça ou na quarta-feira no colegiado. (COLABOROU MATEUS FAGUNDES)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;