Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Apenas em quarto, Hamilton vê chances de melhora da Mercedes e Ferrari sobrando

Reprodução/Instagram  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


12/04/2019 | 08:34


O inglês Lewis Hamilton considerou normal o dia que teve nas duas primeiras sessões de treinos livres para o GP da China, em Xangai, que marca a 1.000.ª corrida da história da Fórmula 1. O piloto da Mercedes fechou as atividades com a quarta colocação, a 0s7 do companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, que foi o melhor, e disse que o seu carro pode melhorar muito para sábado e domingo.

"Foi um dia relativamente simples, cumprimos bem nosso programa. Estava muito frio lá fora, o que é difícil para os pneus. Estava lutando com o carro hoje (sexta-feira), então temos trabalho a fazer, particularmente para mim, já que Valtteri pareceu muito mais confortável no carro", comentou o pentacampeão mundial.

Hamilton ressaltou que a Ferrari está sobrando na pista, especialmente nas retas - o alemão Sebastian Vettel, seu maior rival na Fórmula 1, fez o segundo melhor tempo do dia.

"Vamos trabalhar duro hoje (sexta-feira) à noite para buscar alguns acertos e esperamos voltar mais fortes amanhã (sábado). O carro tem ritmo para lutar na frente, de modo que só precisamos encontrar o acerto correto. É bom ver o quão perto estamos nós, a Red Bull e a Ferrari", avaliou. "Como esperado, as Ferrari ainda parecem mais rápidas nas retas. Mas, no geral, está muito apertado entre os carros na ponta e antecipo que vai ser o mesmo amanhã", finalizou.

Os pilotos voltam a acelerar no Circuito Internacional de Xangai à 0 hora (de Brasília) deste sábado, quando será realizado o terceiro e último treino livre para o GP da China. Mais tarde, às 3 horas, acontecerá a sessão de classificação. E a milésima corrida da história da Fórmula 1, que começou em 1950 no circuito britânico de Silverstone, terá início às 3h10 do domingo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Apenas em quarto, Hamilton vê chances de melhora da Mercedes e Ferrari sobrando


12/04/2019 | 08:34


O inglês Lewis Hamilton considerou normal o dia que teve nas duas primeiras sessões de treinos livres para o GP da China, em Xangai, que marca a 1.000.ª corrida da história da Fórmula 1. O piloto da Mercedes fechou as atividades com a quarta colocação, a 0s7 do companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, que foi o melhor, e disse que o seu carro pode melhorar muito para sábado e domingo.

"Foi um dia relativamente simples, cumprimos bem nosso programa. Estava muito frio lá fora, o que é difícil para os pneus. Estava lutando com o carro hoje (sexta-feira), então temos trabalho a fazer, particularmente para mim, já que Valtteri pareceu muito mais confortável no carro", comentou o pentacampeão mundial.

Hamilton ressaltou que a Ferrari está sobrando na pista, especialmente nas retas - o alemão Sebastian Vettel, seu maior rival na Fórmula 1, fez o segundo melhor tempo do dia.

"Vamos trabalhar duro hoje (sexta-feira) à noite para buscar alguns acertos e esperamos voltar mais fortes amanhã (sábado). O carro tem ritmo para lutar na frente, de modo que só precisamos encontrar o acerto correto. É bom ver o quão perto estamos nós, a Red Bull e a Ferrari", avaliou. "Como esperado, as Ferrari ainda parecem mais rápidas nas retas. Mas, no geral, está muito apertado entre os carros na ponta e antecipo que vai ser o mesmo amanhã", finalizou.

Os pilotos voltam a acelerar no Circuito Internacional de Xangai à 0 hora (de Brasília) deste sábado, quando será realizado o terceiro e último treino livre para o GP da China. Mais tarde, às 3 horas, acontecerá a sessão de classificação. E a milésima corrida da história da Fórmula 1, que começou em 1950 no circuito britânico de Silverstone, terá início às 3h10 do domingo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;