Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PTB estadual prepara para dissolver diretórios na região

Celso Luiz/DGABC 9/1/18 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Campos Machado anuncia mudanças em S.Bernardo, S.Caetano, Diadema e Rio Grande


Júnior Carvalho
do dgabc.com.br

10/04/2019 | 07:00


A direção do PTB paulista prepara para dissolver nos próximos dias pelo menos quatro dos sete diretórios no Grande ABC visando as eleições municipais de 2020. Presidente estadual da legenda, o deputado estadual Campos Machado confirmou mudanças nos comandos das executivas de São Bernardo, São Caetano, Diadema e Rio Grande da Serra.

O parlamentar atribui as futuras trocas nas presidências do partido nas cidades ao fim das coligações partidárias para o pleito do próximo ano. “Eu preciso que os diretórios (municipais) sejam independentes, porque partido que não lançar candidato próprio a prefeito corre o risco de ficar sem representante nas câmaras”, disse.

Nos quatro municípios citados por Campos Machado, o PTB segue coadjuvante, com vereador apenas em São Bernardo (Aurélio). Em São Caetano, o partido ocupou a vaga de vice na chapa derrotada do então prefeito Paulo Pinheiro (ex-MDB, hoje DEM), em 2016, e a chapa de candidatos a vereador foi impugnada pela Justiça Eleitoral. Já no município diademense, após integrar a vaga de número dois do prefeito Lauro Michels (PV), entre 2013 e 2016, perdeu o posto e também não elegeu parlamentares. A mesma coisa aconteceu em Rio Grande, quando a vice-prefeita Marilza de Oliveira, então petebista, reeditou a chapa com o prefeito Gabriel Maranhão pelo PSD.

Campos afirmou que ainda não bateu o martelo nos novos comandos dos diretórios, mas antecipou que, em São Caetano, tem tratado com a família Tortorello. Atualmente, o partido é presidido pelo ex-vereador Jorge Salgado, atual secretário de Segurança Pública do governo José Auricchio Júnior (PSDB), e ventila-se que o ex-prefeiturável Jayme Tortorello possa assumir a legenda. “Não tenho nada contra o Auricchio, mas o ideal é que o PTB volte a ter candidato próprio em São Caetano”, destacou Campos, em sinalização de que deixou no passado as rusgas com o prefeito.

O líder petebista citou ainda que pelo menos 90% dos 645 diretórios no Estado passarão por mudanças semelhantes. “Não vou fazer intervenções de cima para baixo, mas quero dar condições de que o partido encabece chapas majoritárias.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PTB estadual prepara para dissolver diretórios na região

Campos Machado anuncia mudanças em S.Bernardo, S.Caetano, Diadema e Rio Grande

Júnior Carvalho
do dgabc.com.br

10/04/2019 | 07:00


A direção do PTB paulista prepara para dissolver nos próximos dias pelo menos quatro dos sete diretórios no Grande ABC visando as eleições municipais de 2020. Presidente estadual da legenda, o deputado estadual Campos Machado confirmou mudanças nos comandos das executivas de São Bernardo, São Caetano, Diadema e Rio Grande da Serra.

O parlamentar atribui as futuras trocas nas presidências do partido nas cidades ao fim das coligações partidárias para o pleito do próximo ano. “Eu preciso que os diretórios (municipais) sejam independentes, porque partido que não lançar candidato próprio a prefeito corre o risco de ficar sem representante nas câmaras”, disse.

Nos quatro municípios citados por Campos Machado, o PTB segue coadjuvante, com vereador apenas em São Bernardo (Aurélio). Em São Caetano, o partido ocupou a vaga de vice na chapa derrotada do então prefeito Paulo Pinheiro (ex-MDB, hoje DEM), em 2016, e a chapa de candidatos a vereador foi impugnada pela Justiça Eleitoral. Já no município diademense, após integrar a vaga de número dois do prefeito Lauro Michels (PV), entre 2013 e 2016, perdeu o posto e também não elegeu parlamentares. A mesma coisa aconteceu em Rio Grande, quando a vice-prefeita Marilza de Oliveira, então petebista, reeditou a chapa com o prefeito Gabriel Maranhão pelo PSD.

Campos afirmou que ainda não bateu o martelo nos novos comandos dos diretórios, mas antecipou que, em São Caetano, tem tratado com a família Tortorello. Atualmente, o partido é presidido pelo ex-vereador Jorge Salgado, atual secretário de Segurança Pública do governo José Auricchio Júnior (PSDB), e ventila-se que o ex-prefeiturável Jayme Tortorello possa assumir a legenda. “Não tenho nada contra o Auricchio, mas o ideal é que o PTB volte a ter candidato próprio em São Caetano”, destacou Campos, em sinalização de que deixou no passado as rusgas com o prefeito.

O líder petebista citou ainda que pelo menos 90% dos 645 diretórios no Estado passarão por mudanças semelhantes. “Não vou fazer intervenções de cima para baixo, mas quero dar condições de que o partido encabece chapas majoritárias.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;