Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Sto.André promete instalar 8.145 lâmpadas de LED em 16 bairros até abril de 2020

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Medida ampliará para 32% o percentual de pontos de luz da cidade com tecnologia mais econômica


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

10/04/2019 | 07:00


 A Prefeitura de Santo André anunciou, ontem, a expansão do programa Banho de Luz, criado em 2013 com o objetivo de melhorar a iluminação pública da cidade. A partir do próximo mês, 8.145 luminárias – o equivalente a 15% das 53 mil lâmpadas públicas da cidade – de vapor de sódio (luz amarela) ou mercúrio (luz branca) serão trocadas por equipamentos com tecnologia LED, capaz de melhorar em 30% a luminosidade da área contemplada e de reduzir em até 47% o consumo de energia. A promessa é a de que as substituições, programadas para contemplar 16 bairros, sejam concluídas até abril do próximo ano.

O plano apresentado pela administração municipal prevê a modernização da rede de iluminação de áreas como Vila Pires, Campestre, Centro, Jardim Santo Antônio, Vila Matarazzo, Jardim das Maravilhas, Vila Lucinda, Parque Novo Oratório, Cidade São Jorge, Parque Gerassi, Jardim Marek, Centreville, Vila Luzita, Jardim Irene, Cata Preta e Jardim Santo André.

Conforme a administração, serão priorizadas avenidas e vias primárias, locais que concentram equipamentos públicos, como escolas, unidades de saúde e praças, além das vias secundárias. 

Para a execução da modernização serão investidos R$ 23,8 milhões, provenientes da CIP (Contribuição de Iluminação Pública), além de R$ 1,3 milhão referente a valor de premiação concedido ao município pelo Programa Reluz.

Com a nova etapa do programa, Santo André pretende dobrar, até abril do próximo ano, a quantidade de pontos com lâmpadas mais econômicas e eficientes na cidade, passando das atuais 8.500 luminárias de LED para 17 mil. “Nossa meta é chegar ao fim de 2020 com 30 mil pontos, ou seja, quase 60% dos 53 mil pontos de iluminação pública da cidade”, afirma o prefeito Paulo Serra (PSDB).

Conforme o chefe do Executivo, o programa Banho de Luz integra o pacote de investimentos de R$ 500 milhões na área de infraestrutura, anunciado neste mês. Além disso, a medida faz parte do processo de melhorias incorporadas ao sistema de monitoramento da cidade, que permitirá maior eficiência no trabalho de rondas da GCM (Guarda Civil Municipal) e da Polícia Militar. “A sensação de segurança para o morador irá aumentar de forma significativa”, pontua.

Relatório apresentado pelo secretário de Manutenção e Serviços, Vitor Mazzeti, mostra que, desde a implantação do programa Banho de Luz, houve redução de 88% no número de solicitações de serviços de iluminação pública na cidade. “Em 2014, tínhamos média de 264 chamados por dia, atualmente este número não chega a 30 reclamações diárias”, pontua. Os bairros Recreio da Borda do Campo e Campestre lideram o número de solicitações de manutenção feitas à central de atendimento do município.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sto.André promete instalar 8.145 lâmpadas de LED em 16 bairros até abril de 2020

Medida ampliará para 32% o percentual de pontos de luz da cidade com tecnologia mais econômica

Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

10/04/2019 | 07:00


 A Prefeitura de Santo André anunciou, ontem, a expansão do programa Banho de Luz, criado em 2013 com o objetivo de melhorar a iluminação pública da cidade. A partir do próximo mês, 8.145 luminárias – o equivalente a 15% das 53 mil lâmpadas públicas da cidade – de vapor de sódio (luz amarela) ou mercúrio (luz branca) serão trocadas por equipamentos com tecnologia LED, capaz de melhorar em 30% a luminosidade da área contemplada e de reduzir em até 47% o consumo de energia. A promessa é a de que as substituições, programadas para contemplar 16 bairros, sejam concluídas até abril do próximo ano.

O plano apresentado pela administração municipal prevê a modernização da rede de iluminação de áreas como Vila Pires, Campestre, Centro, Jardim Santo Antônio, Vila Matarazzo, Jardim das Maravilhas, Vila Lucinda, Parque Novo Oratório, Cidade São Jorge, Parque Gerassi, Jardim Marek, Centreville, Vila Luzita, Jardim Irene, Cata Preta e Jardim Santo André.

Conforme a administração, serão priorizadas avenidas e vias primárias, locais que concentram equipamentos públicos, como escolas, unidades de saúde e praças, além das vias secundárias. 

Para a execução da modernização serão investidos R$ 23,8 milhões, provenientes da CIP (Contribuição de Iluminação Pública), além de R$ 1,3 milhão referente a valor de premiação concedido ao município pelo Programa Reluz.

Com a nova etapa do programa, Santo André pretende dobrar, até abril do próximo ano, a quantidade de pontos com lâmpadas mais econômicas e eficientes na cidade, passando das atuais 8.500 luminárias de LED para 17 mil. “Nossa meta é chegar ao fim de 2020 com 30 mil pontos, ou seja, quase 60% dos 53 mil pontos de iluminação pública da cidade”, afirma o prefeito Paulo Serra (PSDB).

Conforme o chefe do Executivo, o programa Banho de Luz integra o pacote de investimentos de R$ 500 milhões na área de infraestrutura, anunciado neste mês. Além disso, a medida faz parte do processo de melhorias incorporadas ao sistema de monitoramento da cidade, que permitirá maior eficiência no trabalho de rondas da GCM (Guarda Civil Municipal) e da Polícia Militar. “A sensação de segurança para o morador irá aumentar de forma significativa”, pontua.

Relatório apresentado pelo secretário de Manutenção e Serviços, Vitor Mazzeti, mostra que, desde a implantação do programa Banho de Luz, houve redução de 88% no número de solicitações de serviços de iluminação pública na cidade. “Em 2014, tínhamos média de 264 chamados por dia, atualmente este número não chega a 30 reclamações diárias”, pontua. Os bairros Recreio da Borda do Campo e Campestre lideram o número de solicitações de manutenção feitas à central de atendimento do município.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;