Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Líder supremo do Irã pede que premiê do Iraque remova forças dos EUA do país



06/04/2019 | 21:55


O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, cobrou do primeiro-ministro do Iraque, Adel Abdul-Mahdi, um compromisso para que ele remova as forças militares dos EUA do país.

Para Khamenei, quanto mais tempo as forças americanas ficarem no Iraque, mais difícil será de removê-las. As declarações de Khamenei foram feitas a Abdul-Mahdi durante visita do premiê iraquiano ao país.

Mais de 5 mil soldados americanos seguem estacionados no Iraque, como parte de um acordo de segurança com o governo iraquiano por assessoria, apoio e auxílio dos EUA às tropas do país na luta contra o Estado Islâmico.

Teerã vê a presença militar dos EUA ao vizinho Iraque como uma ameaça constante. O Irã buscou nos últimos anos se reaproximar do Ocidente ao fazer um acordo nuclear para retirada de sanções. No entanto, o presidente americano, Donald Trump, retirou o país do tratado e passou a criticar publicamente o regime aiatolá. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Líder supremo do Irã pede que premiê do Iraque remova forças dos EUA do país


06/04/2019 | 21:55


O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, cobrou do primeiro-ministro do Iraque, Adel Abdul-Mahdi, um compromisso para que ele remova as forças militares dos EUA do país.

Para Khamenei, quanto mais tempo as forças americanas ficarem no Iraque, mais difícil será de removê-las. As declarações de Khamenei foram feitas a Abdul-Mahdi durante visita do premiê iraquiano ao país.

Mais de 5 mil soldados americanos seguem estacionados no Iraque, como parte de um acordo de segurança com o governo iraquiano por assessoria, apoio e auxílio dos EUA às tropas do país na luta contra o Estado Islâmico.

Teerã vê a presença militar dos EUA ao vizinho Iraque como uma ameaça constante. O Irã buscou nos últimos anos se reaproximar do Ocidente ao fazer um acordo nuclear para retirada de sanções. No entanto, o presidente americano, Donald Trump, retirou o país do tratado e passou a criticar publicamente o regime aiatolá. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;