Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsas de NY fecham em alta após payroll e com otimismo com comércio EUA-China



05/04/2019 | 17:46


Os mercados acionários americanos deram prosseguimento à fase de ganhos vista desde o início do ano e fecharam em alta nesta sexta-feira, 5, com apoio do relatório de empregos (payroll) dos Estados Unidos, que surpreendeu positivamente ao mostrar geração de empregos acima do esperado em março, com crescimento dos salários abaixo das projeções. Além disso, o otimismo em torno de um acordo comercial sino-americano continuou no radar dos agentes.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,15% e chegou ao fim do dia com 26.424,99 pontos, maior nível desde 3 de outubro, com ganho semanal de 1,87%. Ainda na Nyse, o S&P 500 subiu 0,46% e 1,97% na semana, para 2.892,74 pontos, no maior nível desde 4 de outubro. O índice eletrônico Nasdaq, por sua vez, avançou 0,59%, para 7.938,69 pontos, e obteve o melhor desempenho semanal, ao ganhar 2,64% e obter o maior patamar desde 3 de outubro.

O Departamento do Trabalho dos EUA voltou a guiar os mercados nesta sexta-feira ao publicar os dados de emprego no país referentes a março. No mês passado, foram gerados 196 mil postos de trabalho, um número que ficou dentro das estimativas de 47 instituições compiladas pelo Projeções Broadcast, mas que superou a mediana das previsões (175 mil). Além de criar empregos além do esperado, a economia americana presenciou um aumento salarial abaixo do esperado, tendo em vista que o salário médio por hora avançou apenas 0,14% entre fevereiro e março e subiu 3,2% em base anual, abaixo da mediana das estimativas, que apontava para ganho salarial de 0,3% no mês e de 3,4% no ano.

Além do relatório de emprego, um tom otimista adotado tanto pelo presidente americano, Donald Trump, quanto pelo presidente chinês, Xi Jinping, em relação a um possível acordo entre as duas maiores economias do globo ajudou a sustentar os ganhos das bolsas nova-iorquinas. Embora a disputa comercial tenha estado na vanguarda das preocupações dos investidores ultimamente, os mercados viram os preços das ações subindo, em um resultado positivo das negociações, disse o chefe do escritório de investimentos do UBS Wealth Management, Geoffrey Yu. Entre os papéis industriais, a 3M subiu 0,18% e a Caterpillar ganhou 0,16%. (Com informações da Dow Jones Newswires)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsas de NY fecham em alta após payroll e com otimismo com comércio EUA-China


05/04/2019 | 17:46


Os mercados acionários americanos deram prosseguimento à fase de ganhos vista desde o início do ano e fecharam em alta nesta sexta-feira, 5, com apoio do relatório de empregos (payroll) dos Estados Unidos, que surpreendeu positivamente ao mostrar geração de empregos acima do esperado em março, com crescimento dos salários abaixo das projeções. Além disso, o otimismo em torno de um acordo comercial sino-americano continuou no radar dos agentes.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,15% e chegou ao fim do dia com 26.424,99 pontos, maior nível desde 3 de outubro, com ganho semanal de 1,87%. Ainda na Nyse, o S&P 500 subiu 0,46% e 1,97% na semana, para 2.892,74 pontos, no maior nível desde 4 de outubro. O índice eletrônico Nasdaq, por sua vez, avançou 0,59%, para 7.938,69 pontos, e obteve o melhor desempenho semanal, ao ganhar 2,64% e obter o maior patamar desde 3 de outubro.

O Departamento do Trabalho dos EUA voltou a guiar os mercados nesta sexta-feira ao publicar os dados de emprego no país referentes a março. No mês passado, foram gerados 196 mil postos de trabalho, um número que ficou dentro das estimativas de 47 instituições compiladas pelo Projeções Broadcast, mas que superou a mediana das previsões (175 mil). Além de criar empregos além do esperado, a economia americana presenciou um aumento salarial abaixo do esperado, tendo em vista que o salário médio por hora avançou apenas 0,14% entre fevereiro e março e subiu 3,2% em base anual, abaixo da mediana das estimativas, que apontava para ganho salarial de 0,3% no mês e de 3,4% no ano.

Além do relatório de emprego, um tom otimista adotado tanto pelo presidente americano, Donald Trump, quanto pelo presidente chinês, Xi Jinping, em relação a um possível acordo entre as duas maiores economias do globo ajudou a sustentar os ganhos das bolsas nova-iorquinas. Embora a disputa comercial tenha estado na vanguarda das preocupações dos investidores ultimamente, os mercados viram os preços das ações subindo, em um resultado positivo das negociações, disse o chefe do escritório de investimentos do UBS Wealth Management, Geoffrey Yu. Entre os papéis industriais, a 3M subiu 0,18% e a Caterpillar ganhou 0,16%. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;