Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Presidente do PT diz que plano é seguir com gestão Grana

Nario Barbosa Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Zé Paulo rebateu ex-prefeito de Sto.André, rechaçando que PT não tenha projeto local


Daniel Tossato
do dgabc.com.br

02/04/2019 | 07:00


Rebatendo a declaração do coordenador regional do PT e ex-prefeito de Santo André, Carlos Grana (PT), o presidente do diretório petista andreense, José Paulo Nogueira, afirmou que o ex-chefe do Executivo fora mal interpretado e que a sigla tem um projeto: o de continuar as políticas adotadas por Grana enquanto o correligionário comandou o Paço Municipal, entre 2013 e 2016.

“O PT já tem um projeto por si só, que é o de defender as pautas progressistas, trabalhistas e da camada mais pobre da sociedade. Nosso plano para a cidade é o de retomar a gestão Carlos Grana, que foi interrompida pelo atual prefeito Paulo Serra (PSDB)”, disse Zé Paulo.

Na avaliação do dirigente petista local, houve mal-entendido, uma vez que, para Zé Paulo, o ex-prefeito quis dizer que o partido está sem plano para Santo André apenas momentaneamente. “Neste último fim de semana tivemos reunião com o diretório municipal para tomarmos algumas decisões. Queremos buscar uma unidade partidária, para só assim conseguirmos indicar possíveis nomes para disputar a eleição”, alegou o presidente.

Mesmo defendendo que a legenda tem planos para Santo André, o presidente municipal do PT sintetizou que esse projeto seria o de dar prosseguimento à última gestão petista na cidade, que saiu derrotada na empreitada de reeleição em 2016. Para Zé Paulo, atuação de Grana no comando do Paço de Santo André deixou marcas importantes no município, porém, que foram descontinuadas pela atual administração tucana. “Nosso projeto é lançarmos candidatura própria (na eleição de 2020) e seguir com as políticas adotadas pelo então prefeito Carlos Grana. Ele adotou bons programas habitacionais e constituiu a secretaria da Mulher, que foram destruídos pelo atual prefeito”, analisou o dirigente municipal.

O PT venceu cinco eleições majoritárias na cidade. Ao buscar a renovação do mandato, Grana perdeu o pleito para Paulo Serra – ficando atrás já no primeiro turno –, que compôs o alto escalão do governo até 2015, atuando como titular de Obras. Na fase inicial da corrida eleitoral, o tucano obteve 35,8% dos votos, enquanto o petista atingiu 20,2%. Na etapa derradeira, Paulo Serra alcançou 78,2% do eleitorado e, Grana, apenas 21,7%.

Para a vereadora da bancada petista na Câmara Bete Siraque (PT), o partido está seguindo o cronograma interno e não há pressa para se apresentar um nome para o pleito do ano que vem. “Primeiro temos que escolher um projeto para a cidade e depois um nome. Temos que escolher um político agregador e que represente o projeto do PT à cidade. O nome é uma segunda discussão.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presidente do PT diz que plano é seguir com gestão Grana

Zé Paulo rebateu ex-prefeito de Sto.André, rechaçando que PT não tenha projeto local

Daniel Tossato
do dgabc.com.br

02/04/2019 | 07:00


Rebatendo a declaração do coordenador regional do PT e ex-prefeito de Santo André, Carlos Grana (PT), o presidente do diretório petista andreense, José Paulo Nogueira, afirmou que o ex-chefe do Executivo fora mal interpretado e que a sigla tem um projeto: o de continuar as políticas adotadas por Grana enquanto o correligionário comandou o Paço Municipal, entre 2013 e 2016.

“O PT já tem um projeto por si só, que é o de defender as pautas progressistas, trabalhistas e da camada mais pobre da sociedade. Nosso plano para a cidade é o de retomar a gestão Carlos Grana, que foi interrompida pelo atual prefeito Paulo Serra (PSDB)”, disse Zé Paulo.

Na avaliação do dirigente petista local, houve mal-entendido, uma vez que, para Zé Paulo, o ex-prefeito quis dizer que o partido está sem plano para Santo André apenas momentaneamente. “Neste último fim de semana tivemos reunião com o diretório municipal para tomarmos algumas decisões. Queremos buscar uma unidade partidária, para só assim conseguirmos indicar possíveis nomes para disputar a eleição”, alegou o presidente.

Mesmo defendendo que a legenda tem planos para Santo André, o presidente municipal do PT sintetizou que esse projeto seria o de dar prosseguimento à última gestão petista na cidade, que saiu derrotada na empreitada de reeleição em 2016. Para Zé Paulo, atuação de Grana no comando do Paço de Santo André deixou marcas importantes no município, porém, que foram descontinuadas pela atual administração tucana. “Nosso projeto é lançarmos candidatura própria (na eleição de 2020) e seguir com as políticas adotadas pelo então prefeito Carlos Grana. Ele adotou bons programas habitacionais e constituiu a secretaria da Mulher, que foram destruídos pelo atual prefeito”, analisou o dirigente municipal.

O PT venceu cinco eleições majoritárias na cidade. Ao buscar a renovação do mandato, Grana perdeu o pleito para Paulo Serra – ficando atrás já no primeiro turno –, que compôs o alto escalão do governo até 2015, atuando como titular de Obras. Na fase inicial da corrida eleitoral, o tucano obteve 35,8% dos votos, enquanto o petista atingiu 20,2%. Na etapa derradeira, Paulo Serra alcançou 78,2% do eleitorado e, Grana, apenas 21,7%.

Para a vereadora da bancada petista na Câmara Bete Siraque (PT), o partido está seguindo o cronograma interno e não há pressa para se apresentar um nome para o pleito do ano que vem. “Primeiro temos que escolher um projeto para a cidade e depois um nome. Temos que escolher um político agregador e que represente o projeto do PT à cidade. O nome é uma segunda discussão.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;