Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de Santo André estuda compra de tablets

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Aquisição serviria para integrar equipamentos ao processo de virtualização do Legislativo


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

31/03/2019 | 07:00


 Em processo de virtualização desde o fim de 2018, a Câmara de Santo André estuda a compra de dispositivos eletrônicos, como tablets, para que os vereadores abdiquem do uso de papel físico nas sessões e acompanhem a tramitação dos projetos por via digital.

O processo visa reduzir ao máximo a utilização de papel e pastas. O presidente da casa, Pedrinho Botaro (PSDB), alegou que a pesquisa analisa a hipótese de adquirir tablets ou laptops, porém, que a decisão não está tomada. “É estudo. Vamos precisar de algum tipo de dispositivo para o plenário. Talvez dois ou três tablets. Não fiz essa avaliação, mas será tudo com (processo de) licitação”, disse.

O tucano sustentou que, antes de iniciar qualquer passo neste sentido, irá ouvir os parlamentares – são 21, no total. Reforçou que terá reunião amanhã com os colegas para tratar do tema. A única medida até agora foi levantamento de preços pelo departamento de compras do Legislativo. Os valores variam de acordo com os aparelhos e modelos.

Segundo Pedrinho, a proposta diverge da adotada na Câmara de Tatuí, no Interior de São Paulo, onde cada vereador recebeu um tablet. “Um dispositivo para cada vereador eu acredito que seja muita coisa.” A ideia é que, com os dispositivos no plenário, os parlamentares possam acessá-los com a intenção de realizar consulta, caso haja dúvida acerca de alguma propositura ou ler parecer de comissões. Com a eliminação do papel, o foco também passa por gerar economicidade a médio e longo prazos.

“Como o vereador faz hoje? Vai na mesa diretora e pede a pasta para ler o processo na hora. Isso não será mais possível. Ele terá que utilizar algum dispositivo para visualizar”, pontuou o presidente. O sistema de digitalização está em andamento. Por enquanto, o processo é híbrido – físico e virtual ao mesmo tempo. O objetivo é que os parlamentares estejam utilizando sistema todo digital até o segundo semestre deste ano.

“Já podíamos ter colocado em prática, mas vou aguardar todos os vereadores se adaptarem. A equipe que está realizando a aplicação da digitalização tem ajudado os vereadores, já que eles contam com esse tipo de assessoria”, concluiu.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;