Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Consórcio recebe sinalização de empréstimo da União Europeia

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pela primeira vez desde 2017, instituição deu indício de aprovação de financiamento


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

31/03/2019 | 07:00


 Após 18 meses de negociações, o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC obteve, nesta semana, a primeira sinalização positiva da União Europeia pela aprovação de financiamento externo junto à instituição para o desenvolvimento de três projetos voltados à mobilidade urbana.

Resultado de cooperação técnica desenvolvida desde 2017 pelas duas entidades, a possível abertura da linha de crédito, segundo o secretário-executivo do Consórcio, Edgard Brandão, deve ser oficializada nos próximos meses. “A instituição europeia apontou a possibilidade de financiamento para o segundo semestre deste ano.”

Caso o acordo seja firmado, estima-se que o Consórcio possa captar o valor de até 30 milhões de euros, o equivalente a quase R$ 130 milhões, para execução dos projetos. No entanto, ainda não há qualquer definição por parte do colegiado de prefeitos sobre qual montante será solicitado.

A sinalização para a parceria financeira ocorre cinco meses após comitiva do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, encabeçada pelo atual presidente da entidade e prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), e composta também por servidores técnicos das prefeituras associadas, participar de audiências em Turim, no Noroeste da Itália, coordenada pelo IUC (Programa Internacional de Cooperação Urbana), que tem como objetivo a capacitação técnica entre municípios da Europa e da América Latina e Caribe pelos próximos dois anos.

Na oportunidade, os três projetos da entidade pré-aprovados nesta semana pela instituição foram apresentados a representantes da União Europeia, sendo o principal deles a da criação de um Centro de Controle Regional da Mobilidade que terá como função a unificação, operação e gestão do transporte público e do trânsito das sete cidades do Grande ABC.

O projeto, segundo Paulo Serra, visa tratar os problemas de trânsito e transporte de forma regional, criando integração entre os sistema municipais. “Com a central será possível trabalhar a sincronização semafórica em corredores importantes do Grande ABC, dando rapidez a vias que fazem ligação direta entre mais de uma cidade”, afirma o prefeito.

A ideia é a de que, com o estudo pronto em mãos, o colegiado recorra ao Ministério do Desenvolvimento Regional, por meio da Secretaria Nacional de Mobilidade, para financiamento da construção do equipamento através do programa Avançar Cidades.

Ainda pensando na fluidez de vias prioritárias. o Consórcio planeja executar na parceria com a União projeto voltado a construção de quatro corredores de ônibus intermunicipais nos seguintes eixos: Guido Aliberti/Lauro Gomes/ Taioca (Santo André, São Bernardo e São Caetano); o corredor Alvarenga / Robert Kennedy/ Couros (Diadema e São Bernardo); o corredor Leste-Oeste, também englobando Diadema e São Bernardo; e o corredor Sudeste, englobando Santo André, São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Projetos de mobilidade terão referências internacionais
Apresentados por técnicos do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, com base no Plano de Mobilidade da região, os três projetos de mobilidade que devem contar com recursos da União Europeia terão cooperação de profissionais internacionais durante a confecção das propostas.

A ideia é que os projetos tenham como base bons exemplos de tecnologia já utilizados em outros países, como é o caso de Turim, na Itália, onde profissionais do Consórcio identificaram algumas soluções para problemas da área de mobilidade na região.

“A primeira etapa foi a troca de experiência entre as cidades para identificar e formular uma proposta para possíveis soluções de problemas urbanos e ambientais”, explica Edgard Brandão, secretário-executivo do Consórcio Intermunicipal ao citar que com a possível aprovação do financiamento, técnicos da instituição europeia também devem cooperar na elaboração dos projetos executivos.

De acordo com o presidente da entidade regional e prefeito de Santo André (PSDB), o intercâmbio de ideia será essencial para o aprimoramento do sistema de mobilidade do Grande ABC, “Turim tem diversos casos de sucesso e nosso objetivo é aproveitar ao máximo essa cooperação técnica visando a melhoria no nosso transporte público”, pontua.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Consórcio recebe sinalização de empréstimo da União Europeia

Pela primeira vez desde 2017, instituição deu indício de aprovação de financiamento

Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

31/03/2019 | 07:00


 Após 18 meses de negociações, o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC obteve, nesta semana, a primeira sinalização positiva da União Europeia pela aprovação de financiamento externo junto à instituição para o desenvolvimento de três projetos voltados à mobilidade urbana.

Resultado de cooperação técnica desenvolvida desde 2017 pelas duas entidades, a possível abertura da linha de crédito, segundo o secretário-executivo do Consórcio, Edgard Brandão, deve ser oficializada nos próximos meses. “A instituição europeia apontou a possibilidade de financiamento para o segundo semestre deste ano.”

Caso o acordo seja firmado, estima-se que o Consórcio possa captar o valor de até 30 milhões de euros, o equivalente a quase R$ 130 milhões, para execução dos projetos. No entanto, ainda não há qualquer definição por parte do colegiado de prefeitos sobre qual montante será solicitado.

A sinalização para a parceria financeira ocorre cinco meses após comitiva do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, encabeçada pelo atual presidente da entidade e prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), e composta também por servidores técnicos das prefeituras associadas, participar de audiências em Turim, no Noroeste da Itália, coordenada pelo IUC (Programa Internacional de Cooperação Urbana), que tem como objetivo a capacitação técnica entre municípios da Europa e da América Latina e Caribe pelos próximos dois anos.

Na oportunidade, os três projetos da entidade pré-aprovados nesta semana pela instituição foram apresentados a representantes da União Europeia, sendo o principal deles a da criação de um Centro de Controle Regional da Mobilidade que terá como função a unificação, operação e gestão do transporte público e do trânsito das sete cidades do Grande ABC.

O projeto, segundo Paulo Serra, visa tratar os problemas de trânsito e transporte de forma regional, criando integração entre os sistema municipais. “Com a central será possível trabalhar a sincronização semafórica em corredores importantes do Grande ABC, dando rapidez a vias que fazem ligação direta entre mais de uma cidade”, afirma o prefeito.

A ideia é a de que, com o estudo pronto em mãos, o colegiado recorra ao Ministério do Desenvolvimento Regional, por meio da Secretaria Nacional de Mobilidade, para financiamento da construção do equipamento através do programa Avançar Cidades.

Ainda pensando na fluidez de vias prioritárias. o Consórcio planeja executar na parceria com a União projeto voltado a construção de quatro corredores de ônibus intermunicipais nos seguintes eixos: Guido Aliberti/Lauro Gomes/ Taioca (Santo André, São Bernardo e São Caetano); o corredor Alvarenga / Robert Kennedy/ Couros (Diadema e São Bernardo); o corredor Leste-Oeste, também englobando Diadema e São Bernardo; e o corredor Sudeste, englobando Santo André, São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Projetos de mobilidade terão referências internacionais
Apresentados por técnicos do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, com base no Plano de Mobilidade da região, os três projetos de mobilidade que devem contar com recursos da União Europeia terão cooperação de profissionais internacionais durante a confecção das propostas.

A ideia é que os projetos tenham como base bons exemplos de tecnologia já utilizados em outros países, como é o caso de Turim, na Itália, onde profissionais do Consórcio identificaram algumas soluções para problemas da área de mobilidade na região.

“A primeira etapa foi a troca de experiência entre as cidades para identificar e formular uma proposta para possíveis soluções de problemas urbanos e ambientais”, explica Edgard Brandão, secretário-executivo do Consórcio Intermunicipal ao citar que com a possível aprovação do financiamento, técnicos da instituição europeia também devem cooperar na elaboração dos projetos executivos.

De acordo com o presidente da entidade regional e prefeito de Santo André (PSDB), o intercâmbio de ideia será essencial para o aprimoramento do sistema de mobilidade do Grande ABC, “Turim tem diversos casos de sucesso e nosso objetivo é aproveitar ao máximo essa cooperação técnica visando a melhoria no nosso transporte público”, pontua.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;