Fechar
Publicidade

Sábado, 20 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Aos 90 anos, morre a diretora e fotógrafa belga Agnès Varda


Richard Molina/Especial para o Diário

30/03/2019 | 07:11


Diretora e fotógrafa belga radicada na França, Agnès Varda morreu ontem, aos 90 anos, vítima de câncer. Ela estava em casa, entre familiares e deixa como legado cerca de 50 obras audiovisuais e várias instalações artísticas. No currículo, filmes como Cléo das 5 às 7, As Duas Faces da Felicidade, As Cento e Uma Noites, entre outros longas e documentários. Sobre sua carreira, dizia: “Nunca fiz filmes políticos, simplesmente me mantive ao lado dos trabalhadores e das mulheres”.

Em 2017, Varda foi homenageada com um Oscar honorário pelas suas contribuições para a sétima arte, e o documentário Visages, Villages, de sua autoria, foi indicado ao Oscar da categoria em 2018. Há pouco anunciou aposentadoria no Festival de Berlim.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aos 90 anos, morre a diretora e fotógrafa belga Agnès Varda

Richard Molina/Especial para o Diário

30/03/2019 | 07:11


Diretora e fotógrafa belga radicada na França, Agnès Varda morreu ontem, aos 90 anos, vítima de câncer. Ela estava em casa, entre familiares e deixa como legado cerca de 50 obras audiovisuais e várias instalações artísticas. No currículo, filmes como Cléo das 5 às 7, As Duas Faces da Felicidade, As Cento e Uma Noites, entre outros longas e documentários. Sobre sua carreira, dizia: “Nunca fiz filmes políticos, simplesmente me mantive ao lado dos trabalhadores e das mulheres”.

Em 2017, Varda foi homenageada com um Oscar honorário pelas suas contribuições para a sétima arte, e o documentário Visages, Villages, de sua autoria, foi indicado ao Oscar da categoria em 2018. Há pouco anunciou aposentadoria no Festival de Berlim.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;