Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

País está chegando a momento de harmonia de Poderes, diz Toffoli

CNJ/Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


29/03/2019 | 13:31


Os presidentes da República, do Senado e do Supremo Tribunal Federal (STF) devem assinar, após a Páscoa, o chamado "pacto republicano" de compromissos com a sociedade, de acordo com o presidente do Supremo, Dias Toffoli. O movimento foi articulado depois de atritos entre membros dos Poderes nas últimas semanas.

"Tenho sempre falado da independência dos Poderes e da necessidade de harmonia. Penso que nós estamos chegando nesse momento", disse Toffoli, após participar de um evento na Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo.

Golpe

Ao ser perguntado sobre as comemorações do golpe militar de 1964 promovidas por quartéis e autorizadas pelo presidente Jair Bolsonaro, Toffoli não quis comentar.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

País está chegando a momento de harmonia de Poderes, diz Toffoli


29/03/2019 | 13:31


Os presidentes da República, do Senado e do Supremo Tribunal Federal (STF) devem assinar, após a Páscoa, o chamado "pacto republicano" de compromissos com a sociedade, de acordo com o presidente do Supremo, Dias Toffoli. O movimento foi articulado depois de atritos entre membros dos Poderes nas últimas semanas.

"Tenho sempre falado da independência dos Poderes e da necessidade de harmonia. Penso que nós estamos chegando nesse momento", disse Toffoli, após participar de um evento na Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo.

Golpe

Ao ser perguntado sobre as comemorações do golpe militar de 1964 promovidas por quartéis e autorizadas pelo presidente Jair Bolsonaro, Toffoli não quis comentar.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;