Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bolsonaro responde a Maia: 'Não existe brincadeira de minha parte'

Tomaz Silva/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


27/03/2019 | 20:00


Em resposta ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente Jair Bolsonaro classificou como irresponsável a declaração do parlamentar fluminense quando disse que ele está "brincando de presidir o País".

"Se foi isso mesmo que ele falou, eu lamento. Não é uma palavra de uma pessoa que conduz uma Casa. Muita irresponsabilidade", disse Bolsonaro a emissoras de televisão após encontro com empresários e artistas na casa do fundador da Cyrela, Elie Horn.

"Não existe brincadeira da minha parte, muito pelo contrário, eu lamento palavras nesse sentido. Até quero não acreditar que ele tenha falado isso", declarou.

Pressionado pelo Congresso a mudar a articulação na reforma da Previdência, Bolsonaro insistiu que sua maneira de governar é respeitando "acima dos colegas políticos, o povo brasileiro que me botou lá."

O presidente declarou que a reforma da Previdência não é um projeto seu, mas do País pela necessidade fiscal. "A responsabilidade é de todos. Não é minha apenas ou do presidente da Câmara. É de todos nós aprovar essa e outra reforma que temos de fazer na questão tributária", afirmou. Anteriormente, Bolsonaro havia falado que a "bola" da aprovação estava com o Congresso.

No encontro, ao conversar com os participantes, Bolsonaro garantiu que não tem nenhum problema com o Congresso e apostou que, "com o passar do tempo", os parlamentares vão entender a importância da reforma.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro responde a Maia: 'Não existe brincadeira de minha parte'


27/03/2019 | 20:00


Em resposta ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente Jair Bolsonaro classificou como irresponsável a declaração do parlamentar fluminense quando disse que ele está "brincando de presidir o País".

"Se foi isso mesmo que ele falou, eu lamento. Não é uma palavra de uma pessoa que conduz uma Casa. Muita irresponsabilidade", disse Bolsonaro a emissoras de televisão após encontro com empresários e artistas na casa do fundador da Cyrela, Elie Horn.

"Não existe brincadeira da minha parte, muito pelo contrário, eu lamento palavras nesse sentido. Até quero não acreditar que ele tenha falado isso", declarou.

Pressionado pelo Congresso a mudar a articulação na reforma da Previdência, Bolsonaro insistiu que sua maneira de governar é respeitando "acima dos colegas políticos, o povo brasileiro que me botou lá."

O presidente declarou que a reforma da Previdência não é um projeto seu, mas do País pela necessidade fiscal. "A responsabilidade é de todos. Não é minha apenas ou do presidente da Câmara. É de todos nós aprovar essa e outra reforma que temos de fazer na questão tributária", afirmou. Anteriormente, Bolsonaro havia falado que a "bola" da aprovação estava com o Congresso.

No encontro, ao conversar com os participantes, Bolsonaro garantiu que não tem nenhum problema com o Congresso e apostou que, "com o passar do tempo", os parlamentares vão entender a importância da reforma.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;