Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 24 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Juros iniciam em queda com leitura de inflação comportada após ata e IPCA-15



26/03/2019 | 10:07


Os juros futuros iniciaram a sessão desta manhã após a ata do Comitê de Política Monetária (Copom) deixar aberta a possibilidade de corte da taxa básica de juros, ainda que a sinalização seja para Selic estável. Além disso, o mercado gostou da sinalização do governo de que irá se esforçar a partir de agora para a aprovação da reforma da Previdência. Segundo apuração de ontem do Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o presidente Jair Bolsonaro pediu "foco na Previdência" e "pacificação no Congresso".

Mais cedo, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) de março. Apesar de ter subido 0,54% ante 0,34% em fevereiro e de ter ficado acima da mediana projetada (0,50%), o indicador de inflação mostrou arrefecimento dos serviços subjacentes.

Segundo a Guide Investimentos, a média dos núcleos, o grupo serviços e os serviços subjacentes tiveram resultados menores na comparação com fevereiro a despeito da aceleração na taxa do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA -15) de março. Segundo ressaltou um trader, "a inflação segue em níveis bastante confortáveis".

Às 9h21, o DI para janeiro de 2020 estava em 6,435%, de 6,450% de ontem. O DI para janeiro de 2021 marcava para 7,00%, de 7,02%, enquanto o vencimento para janeiro de 2023 exibia 8,16%, de 8,17% no ajuste anterior. Já o DI para janeiro de 2025 estava em a 8,73%, de 8,76% no ajuste de sexta-feira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Juros iniciam em queda com leitura de inflação comportada após ata e IPCA-15


26/03/2019 | 10:07


Os juros futuros iniciaram a sessão desta manhã após a ata do Comitê de Política Monetária (Copom) deixar aberta a possibilidade de corte da taxa básica de juros, ainda que a sinalização seja para Selic estável. Além disso, o mercado gostou da sinalização do governo de que irá se esforçar a partir de agora para a aprovação da reforma da Previdência. Segundo apuração de ontem do Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o presidente Jair Bolsonaro pediu "foco na Previdência" e "pacificação no Congresso".

Mais cedo, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) de março. Apesar de ter subido 0,54% ante 0,34% em fevereiro e de ter ficado acima da mediana projetada (0,50%), o indicador de inflação mostrou arrefecimento dos serviços subjacentes.

Segundo a Guide Investimentos, a média dos núcleos, o grupo serviços e os serviços subjacentes tiveram resultados menores na comparação com fevereiro a despeito da aceleração na taxa do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA -15) de março. Segundo ressaltou um trader, "a inflação segue em níveis bastante confortáveis".

Às 9h21, o DI para janeiro de 2020 estava em 6,435%, de 6,450% de ontem. O DI para janeiro de 2021 marcava para 7,00%, de 7,02%, enquanto o vencimento para janeiro de 2023 exibia 8,16%, de 8,17% no ajuste anterior. Já o DI para janeiro de 2025 estava em a 8,73%, de 8,76% no ajuste de sexta-feira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;