Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Por dentro do maior simulador de queda livre do mundo

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

22/03/2019 | 15:44


A Aero Gravity, em Milão, na Itália, oferece uma experiência de queda livre alucinante, com um detalhe e tanto: a atividade rola a poucos metros do chão e não usa paraquedas. Afinal, trata-se do maior simulador de queda livre do mundo.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Maior simulador de queda livre do mundo

Durante a experiência, você encontrará pessoas rolando, planando e girando em um tubo transparente com 21 metros de altura e 5 metros de largura. A tecnologia ABB está na parte central do maior simulador do mundo. Seis megaventiladores proporcionam a elevação de ar necessária para gerar aos visitantes a mesma experiência que uma queda livre a partir de um avião.

Mais de 55.000 pessoas entram no túnel de vento todo ano, variando de paraquedistas avançados a famílias que celebram um aniversário ou empresas que visam motivar os seus funcionários.

LEIA MAIS: HOTEL NA TOSCANA, ITÁLIA, ESTÁ COM OFERTAS PARA 2019
O QUE FAZER EM UMA VIAGEM PARA VENEZA, NA ITÁLIA

Como funciona

O centro permanece aberto 14 horas por dia. As longas horas de funcionamento, combinadas com a necessidade de ajustes de velocidade a cada segundo, requerem alto nível de segurança e operação.

Os seis ventiladores de 400 quilowatt criam a elevação do ar. Os acionamentos permitem que o operador do túnel de vento ajuste o fluxo de ar para atender às necessidades dos praticantes de voo dentro da câmara. Rolam, por exemplo, aumentos súbitos de 120 km/h para um pico de 370 km/h, com retorno em questão de segundos.

Para atender às normas de segurança, a Aero Gravity usa a ferramenta ABB, que analisa os dados e fornece um resumo por meio de um sistema que identifica áreas que requererem atenção extra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por dentro do maior simulador de queda livre do mundo

Redação
Do Rota de Férias

22/03/2019 | 15:44


A Aero Gravity, em Milão, na Itália, oferece uma experiência de queda livre alucinante, com um detalhe e tanto: a atividade rola a poucos metros do chão e não usa paraquedas. Afinal, trata-se do maior simulador de queda livre do mundo.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Maior simulador de queda livre do mundo

Durante a experiência, você encontrará pessoas rolando, planando e girando em um tubo transparente com 21 metros de altura e 5 metros de largura. A tecnologia ABB está na parte central do maior simulador do mundo. Seis megaventiladores proporcionam a elevação de ar necessária para gerar aos visitantes a mesma experiência que uma queda livre a partir de um avião.

Mais de 55.000 pessoas entram no túnel de vento todo ano, variando de paraquedistas avançados a famílias que celebram um aniversário ou empresas que visam motivar os seus funcionários.

LEIA MAIS: HOTEL NA TOSCANA, ITÁLIA, ESTÁ COM OFERTAS PARA 2019
O QUE FAZER EM UMA VIAGEM PARA VENEZA, NA ITÁLIA

Como funciona

O centro permanece aberto 14 horas por dia. As longas horas de funcionamento, combinadas com a necessidade de ajustes de velocidade a cada segundo, requerem alto nível de segurança e operação.

Os seis ventiladores de 400 quilowatt criam a elevação do ar. Os acionamentos permitem que o operador do túnel de vento ajuste o fluxo de ar para atender às necessidades dos praticantes de voo dentro da câmara. Rolam, por exemplo, aumentos súbitos de 120 km/h para um pico de 370 km/h, com retorno em questão de segundos.

Para atender às normas de segurança, a Aero Gravity usa a ferramenta ABB, que analisa os dados e fornece um resumo por meio de um sistema que identifica áreas que requererem atenção extra.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;