Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Leva de arte na região

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fotos performances, pinturas e cerâmica ilustram a Pinacoteca de São Bernardo


Vinícius Castelli

20/03/2019 | 07:26


Mauá, Ribeirão Pires e a mineira Santos Dumont são algumas das cidades por onde a fotógrafa e artista plástica Mariana Vilela passou para criar as obras que integram a exposição Um Bom Encontro, que toma conta da Pinacoteca de São Bernardo (Rua Kará, 105) a partir de sábado, com abertura marcada para 15h. A curadoria é assinada por Cristina Suzuki.

Ela apresenta 40 fotos performance, um vídeo, uma instalação e uma performance (só no dia da abertura). Mariana investiga as relações entre corpo, arquitetura e geografia, sobretudo os afetos por eles estabelecidos. “Sempre coloco meu corpo (nas imagens apresentadas) como elemento ativo”, explica.

Segundo Mariana, a sugestão de seu trabalho é fazer com que o espectador se sensibilize e possa interagir com o mundo de forma ampliada e estendida. A mostra segue até dia 15 de junho.

A mineira, que viveu em São Bernardo, hoje é radicada na zona rural de Campinas, Interior do Estado. Do teatro de rua Mariana migrou para intervenção urbana e em seguida se desenvolveu na performance. “Quando atuo elejo o espaço urbano como poética”, explica a artista.

A Pinacoteca será ilustrada ainda, também a partir de sábado, por obras assinadas pela pintora e arquiteta de São Paulo Marcela Amaro, que apresenta a mostra Amaro, em cartaz até 1º de maio. A artista acredita que o volume de linhas é o que dá vida às suas obras, de maneira equilibrada e leve.

Ela apresenta sua nova produção de pinturas, que mostram sua admiração ao feminino com formas orgânicas que remetem a sutileza e plenitude da alma da mulher.

Por fim, outra exposição que faz parte da agenda do espaço, também a partir de sábado, é Metamorfose, em cartaz até dia 7 de junho. A curadoria é de Cibele Nakamura.

A mostra de arte cerâmica reúne, no total, 20 artistas com linguagens estéticas absolutamente diferentes em torno de um mesmo tema: vida, mudança, esperança. A ideia é promover ao visitante reflexão sobre a natureza e os questionamentos existenciais, a complexidade e a fragilidade da vida humana. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Leva de arte na região

Fotos performances, pinturas e cerâmica ilustram a Pinacoteca de São Bernardo

Vinícius Castelli

20/03/2019 | 07:26


Mauá, Ribeirão Pires e a mineira Santos Dumont são algumas das cidades por onde a fotógrafa e artista plástica Mariana Vilela passou para criar as obras que integram a exposição Um Bom Encontro, que toma conta da Pinacoteca de São Bernardo (Rua Kará, 105) a partir de sábado, com abertura marcada para 15h. A curadoria é assinada por Cristina Suzuki.

Ela apresenta 40 fotos performance, um vídeo, uma instalação e uma performance (só no dia da abertura). Mariana investiga as relações entre corpo, arquitetura e geografia, sobretudo os afetos por eles estabelecidos. “Sempre coloco meu corpo (nas imagens apresentadas) como elemento ativo”, explica.

Segundo Mariana, a sugestão de seu trabalho é fazer com que o espectador se sensibilize e possa interagir com o mundo de forma ampliada e estendida. A mostra segue até dia 15 de junho.

A mineira, que viveu em São Bernardo, hoje é radicada na zona rural de Campinas, Interior do Estado. Do teatro de rua Mariana migrou para intervenção urbana e em seguida se desenvolveu na performance. “Quando atuo elejo o espaço urbano como poética”, explica a artista.

A Pinacoteca será ilustrada ainda, também a partir de sábado, por obras assinadas pela pintora e arquiteta de São Paulo Marcela Amaro, que apresenta a mostra Amaro, em cartaz até 1º de maio. A artista acredita que o volume de linhas é o que dá vida às suas obras, de maneira equilibrada e leve.

Ela apresenta sua nova produção de pinturas, que mostram sua admiração ao feminino com formas orgânicas que remetem a sutileza e plenitude da alma da mulher.

Por fim, outra exposição que faz parte da agenda do espaço, também a partir de sábado, é Metamorfose, em cartaz até dia 7 de junho. A curadoria é de Cibele Nakamura.

A mostra de arte cerâmica reúne, no total, 20 artistas com linguagens estéticas absolutamente diferentes em torno de um mesmo tema: vida, mudança, esperança. A ideia é promover ao visitante reflexão sobre a natureza e os questionamentos existenciais, a complexidade e a fragilidade da vida humana. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;