Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bolsonaro manifesta apoio a construção de muro na fronteira dos EUA com o México



19/03/2019 | 02:08


O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira, 18, que concorda com a ideia de construção de um muro fronteiriço entre os Estados Unidos e o México, já que "a vasta maioria" dos imigrantes "não possui boas intenções" em relação ao povo americano. "Ter fronteiras abertas, na minha opinião, é uma decisão pobre, ruim", afirmou Bolsonaro, em entrevista à emissora americana FoxNews. Como exemplo negativo, o presidente citou a experiência da França, "que abriu suas fronteiras para receber refugiados sem qualquer filtro".

"Gostaria que os Estados Unidos mantivessem a atual política de imigração, porque em grande medida nós do hemisfério sul devemos nossos regimes democráticos aos Estados Unidos", afirmou, em conversa com a jornalista Shannon Bream.

Bolsonaro declarou ainda que apoia a luta do presidente americano Donald Trump contra ideias socialistas e comunistas, destacando que essa também é uma preocupação dele em relação à população brasileira. "Sempre falo que não podemos permitir que o Brasil se torne a Venezuela, e a Venezuela chegou a esse ponto porque perseguiu políticas como as das administrações Lula e Dilma", afirmou.

Ainda sobre a Venezuela, o presidente brasileiro reiterou que a situação no país será um dos principais tópicos a serem discutidos na reunião que terá nesta quarta-feira, 19, com Trump na Casa Branca. Bolsonaro afirmou que discutirá alternativas com o presidente americano, "dentro do que for realista no front diplomático", para assegurar que a Venezuela "retorne à paz, democracia e liberdade".

Ainda em relação à reunião com Trump, Bolsonaro destacou que a conversa será focada em como ajudar ambas as nações a crescerem. "Queremos aprofundar nossos laços comerciais com os Estados Unidos", frisou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro manifesta apoio a construção de muro na fronteira dos EUA com o México


19/03/2019 | 02:08


O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira, 18, que concorda com a ideia de construção de um muro fronteiriço entre os Estados Unidos e o México, já que "a vasta maioria" dos imigrantes "não possui boas intenções" em relação ao povo americano. "Ter fronteiras abertas, na minha opinião, é uma decisão pobre, ruim", afirmou Bolsonaro, em entrevista à emissora americana FoxNews. Como exemplo negativo, o presidente citou a experiência da França, "que abriu suas fronteiras para receber refugiados sem qualquer filtro".

"Gostaria que os Estados Unidos mantivessem a atual política de imigração, porque em grande medida nós do hemisfério sul devemos nossos regimes democráticos aos Estados Unidos", afirmou, em conversa com a jornalista Shannon Bream.

Bolsonaro declarou ainda que apoia a luta do presidente americano Donald Trump contra ideias socialistas e comunistas, destacando que essa também é uma preocupação dele em relação à população brasileira. "Sempre falo que não podemos permitir que o Brasil se torne a Venezuela, e a Venezuela chegou a esse ponto porque perseguiu políticas como as das administrações Lula e Dilma", afirmou.

Ainda sobre a Venezuela, o presidente brasileiro reiterou que a situação no país será um dos principais tópicos a serem discutidos na reunião que terá nesta quarta-feira, 19, com Trump na Casa Branca. Bolsonaro afirmou que discutirá alternativas com o presidente americano, "dentro do que for realista no front diplomático", para assegurar que a Venezuela "retorne à paz, democracia e liberdade".

Ainda em relação à reunião com Trump, Bolsonaro destacou que a conversa será focada em como ajudar ambas as nações a crescerem. "Queremos aprofundar nossos laços comerciais com os Estados Unidos", frisou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;