Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

De olhos abertos para a fonte de vida, a água

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Aprendizado em casa e na escola ajuda crianças a se preocuparem com futuro do recurso hídrico


Luís Felipe Soares

17/03/2019 | 07:23


A Terra não é azul à toa. O astronauta russo Iuri Gagarin, primeiro homem a viajar no espaço, em 1961, confirmou a ideia ao ver que a maior parte de sua superfície (cerca de 70%) é tomada por água. A substância é essencial como fonte de vida para seres humanos, animais em geral e planta, mas o recurso potável, ou seja, que se pode beber, deve ser preservado ao máximo para que não falte no futuro. Com a chegada do Dia Mundial da Água (veja mais ao lado), as pessoas aprendem desde cedo sua importância.

Na escola, Isadora Rodrigues Paiva, 9 anos, teve atividade especial sobre o tema. “Lembro de ouvir sobre a água que pode ser reutilizada, como a que sai da máquina de lavar e que também serve para limpar o carro. Não sabia que isso era possível’, comentou a estudante andreense. Ela costuma ‘ajeitar’ quintal de casa para limpar as necessidades de seu cachorro e prefere usar um balde cheio do que deixar a mangueira aberta para não gastar muito. “É importante cuidar do uso porque um dia ela (a água) pode acabar. Temos que economizar não pensando somente na gente, mas no futuro. Mas todo mundo não pensa em todo mundo”, lamenta a amiga Maria Eduarda Nieri Barbosa, 9.

Cada um pode fazer sua parte na preservação da substância. Evitar banhos demorados, fechar a torneira quando se escova os dentes e não ficar com a ‘água aberta’ ao lavar a louça são dicas. Lembrando que o líquido que chega nas casas por meio das torneiras é considerado próprio para consumo, mas ainda contém elementos que podem ser prejudiciais à saúde.

“As águas dos rios e dos mares estão sendo sujas. Se a gente tomar esse líquido, podemos pegar doenças”, alerta Matheus de Luca Assis, 9. “Faço esportes e acabo suando. Sinto sede e tomo muita água. Tenho que tomar água para repor as energias”, conta Gabriel Cantelli Monaro, 9, que, apesar de gostar de ficar muitos minutos no chuveiro, está diminuindo o tempo para o bem da Terra.


Data pede atenção sobre preservação do líquido

Toda a preocupação em torno do líquido mais importante do universo volta a entrar em pauta com a chegada do Dia Mundial da Água, celebrado anualmente em 22 de março. A data, que será festejada na sexta-feira nesta temporada, foi instituída pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1993 após identificação de altos níveis de poluição ambiental no planeta. O objetivo é alertar as pessoas sobre a preservação da fonte de vida.

A entidade internacional costuma revelar todos os anos informações sobre a qualidade da água no mundo, sua demanda e os problemas de escassez de recursos hídricos. Cerca de 97,5% do líquido existente na Terra é salgada, não sendo adequada ao consumo direto nem para molhar as plantas. A quantidade de água doce é de apenas 2,5%, sendo que mais da metade desse encontra-se em pontos de difícil acesso pelo ser humano.

Dados do Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento, do Ministério das Cidades, mostram que cada um dos brasileiros consome, em média, 154 litros de água por dia. Segundo a ONU, o necessário diário não ultrapassa a marca de 110 litros. O principal uso do País ocorre para o processo de irrigação (46,2%) na prática agrícola. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;