Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Atenção ao indivíduo


Do Diário do Grande ABC

15/03/2019 | 10:00


Passada a tempestade, contabilizados os prejuízos, não dá para simplesmente esperar pela bonança, como apregoa o dito popular. Na vida real, os acontecimentos nunca acompanham os roteiros da ficção e nem sempre guiam-se por frases de efeito. É preciso lutar (e muito!) para atingir os objetivos, por mais simplórios que eles possam parecer.

E a tempestade que assolou o Grande ABC na noite de domingo e madrugada de segunda-feira foi épica. Configurou acontecimento daqueles capazes de abalar a fé dos mais crentes, afetar a certeza dos mais otimistas ou mesmo de incrementar o repertório de lamentações daqueles que são pessimistas por natureza.

A intensidade das águas causou mortes, gerou pânico, destruiu casas, arrastou veículos e fez o sonho de muitas vidas, conquistado com a força do trabalho, submergir em meio a dilúvio desproporcional.

Catástrofes como essa minam a confiança das pessoas que foram atingidas. Principalmente aquelas que testemunharam seus bens serem destruídos impiedosamente sem que nada pudessem fazer para impedir.

Assim, é um grande alento quando os prefeitos do Grande ABC – por meio do Consórcio Intermunicipal –, o governador de São Paulo, João Doria, e o governo federal se unem e tomam medida emergencial que libera o saque antecipado do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para os que perderam tudo.

É uma forma de os cidadãos poderem manter a sua dignidade e, ao mesmo tempo, recomeçar a vida. Não se trata de donativo, mas, sim, de criar condições para que eles, com recursos oriundos de seu trabalho, possam ganhar outra dose de esperança.

É isso que se se espera dos governantes. Que tenham sensibilidade para administrar seus municípios e Estados. Que estejam voltados para o desenvolvimento e a melhora de vida das pessoas. Voltados para o crescimento e a recuperação dos indivíduos e não apenas para o desenrolar do jogo político. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atenção ao indivíduo

Do Diário do Grande ABC

15/03/2019 | 10:00


Passada a tempestade, contabilizados os prejuízos, não dá para simplesmente esperar pela bonança, como apregoa o dito popular. Na vida real, os acontecimentos nunca acompanham os roteiros da ficção e nem sempre guiam-se por frases de efeito. É preciso lutar (e muito!) para atingir os objetivos, por mais simplórios que eles possam parecer.

E a tempestade que assolou o Grande ABC na noite de domingo e madrugada de segunda-feira foi épica. Configurou acontecimento daqueles capazes de abalar a fé dos mais crentes, afetar a certeza dos mais otimistas ou mesmo de incrementar o repertório de lamentações daqueles que são pessimistas por natureza.

A intensidade das águas causou mortes, gerou pânico, destruiu casas, arrastou veículos e fez o sonho de muitas vidas, conquistado com a força do trabalho, submergir em meio a dilúvio desproporcional.

Catástrofes como essa minam a confiança das pessoas que foram atingidas. Principalmente aquelas que testemunharam seus bens serem destruídos impiedosamente sem que nada pudessem fazer para impedir.

Assim, é um grande alento quando os prefeitos do Grande ABC – por meio do Consórcio Intermunicipal –, o governador de São Paulo, João Doria, e o governo federal se unem e tomam medida emergencial que libera o saque antecipado do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para os que perderam tudo.

É uma forma de os cidadãos poderem manter a sua dignidade e, ao mesmo tempo, recomeçar a vida. Não se trata de donativo, mas, sim, de criar condições para que eles, com recursos oriundos de seu trabalho, possam ganhar outra dose de esperança.

É isso que se se espera dos governantes. Que tenham sensibilidade para administrar seus municípios e Estados. Que estejam voltados para o desenvolvimento e a melhora de vida das pessoas. Voltados para o crescimento e a recuperação dos indivíduos e não apenas para o desenrolar do jogo político. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;