Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Hospital amplia atendimentos na pediatria

Demanda mensal no pronto-socorro infantil saltou de 1.000 crianças para 3.500, alta de 250%


Da Redação

15/03/2019 | 07:00


Após realizar mudanças estruturais e separar os atendimentos pediátricos de emergência dos eletivos, o HMCG (Hospital e Maternidade Christóvão da Gama), localizado na Vila Assunção, em Santo André, observou aumento de 250% no fluxo de pacientes em período de um ano. A média mensal de atendimentos no pronto-socorro infantil saltou de 1.000 crianças para 3.500 entre outubro de 2017 e fevereiro de 2018 na comparação com o mesmo período do ano seguinte. Desde julho do ano passado, o Christóvão da Gama é gerido pelo Grupo Leforte.

“Trouxemos o pronto-socorro infantil para dentro do hospital e separamos do ambulatório, porque antes a gente tinha um problema de fluxo. Hoje, os atendimentos ambulatoriais são todos agendados e os do PS seguem critérios de classificação de risco, com os casos mais graves sendo atendidos primeiro”, explica o diretor técnico médico do HMCG, Alexandre Luiz Seo.

Ainda na área da pediatria, o HMCG ampliou o número de leitos nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) neonatal e infantil de dez para 20.

Entre as melhorias pensadas para o segundo semestre está a ampliação da maternidade, com expectativa de aumentar a média mensal de partos dos atuais 100 procedimentos para 150 ao longo do ano e a criação de ala exclusiva ao atendimento da saúde da mulher.

Está prevista para junho a inauguração de prédio ambulatorial – com 3.000 metros quadrados – nas proximidades do HMCG. Não foram informados investimentos dispensados na obra. A unidade pretende concentrar as consultas – não foi informado o número de especialidades ofertadas. Entre as opções estão oncologia, cardiologia, pediatria, endocrinologia, ginecologia e obstetrícia de alto risco.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Hospital amplia atendimentos na pediatria

Demanda mensal no pronto-socorro infantil saltou de 1.000 crianças para 3.500, alta de 250%

Da Redação

15/03/2019 | 07:00


Após realizar mudanças estruturais e separar os atendimentos pediátricos de emergência dos eletivos, o HMCG (Hospital e Maternidade Christóvão da Gama), localizado na Vila Assunção, em Santo André, observou aumento de 250% no fluxo de pacientes em período de um ano. A média mensal de atendimentos no pronto-socorro infantil saltou de 1.000 crianças para 3.500 entre outubro de 2017 e fevereiro de 2018 na comparação com o mesmo período do ano seguinte. Desde julho do ano passado, o Christóvão da Gama é gerido pelo Grupo Leforte.

“Trouxemos o pronto-socorro infantil para dentro do hospital e separamos do ambulatório, porque antes a gente tinha um problema de fluxo. Hoje, os atendimentos ambulatoriais são todos agendados e os do PS seguem critérios de classificação de risco, com os casos mais graves sendo atendidos primeiro”, explica o diretor técnico médico do HMCG, Alexandre Luiz Seo.

Ainda na área da pediatria, o HMCG ampliou o número de leitos nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) neonatal e infantil de dez para 20.

Entre as melhorias pensadas para o segundo semestre está a ampliação da maternidade, com expectativa de aumentar a média mensal de partos dos atuais 100 procedimentos para 150 ao longo do ano e a criação de ala exclusiva ao atendimento da saúde da mulher.

Está prevista para junho a inauguração de prédio ambulatorial – com 3.000 metros quadrados – nas proximidades do HMCG. Não foram informados investimentos dispensados na obra. A unidade pretende concentrar as consultas – não foi informado o número de especialidades ofertadas. Entre as opções estão oncologia, cardiologia, pediatria, endocrinologia, ginecologia e obstetrícia de alto risco.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;