Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Mostra promove ‘viagem’ ao passado

Fotografias feitas em 2004 retratam as ruínas da Cerâmica São Caetano S/A


Vinícius Castelli

15/03/2019 | 07:56


Espaço na região que funcionou dos anos 1920 até a década de 1990, a Cerâmica São Caetano S/A pode ser revisitada por meio de mostra ilustrada por 32 fotografias.

A exposição, batizada Cerâmica São Caetano: o Resto e o Silêncio, com visitação gratuita, está em cartaz no próprio local onde ficava a fábrica, no Espaço do Forno (na praça de mesmo nome com acesso pela Rua Casemiro de Abreu).

Os cliques feitos durante duas sessões em 2004, pouco antes de a fábrica dar lugar a prédios e shopping, são do sociólogo José de Souza Martins – que trabalhou no local de novembro de 1953 a fevereiro de 1958, e mostram as ruínas do espaço, quando os fornos e chaminés já não funcionavam mais.

Ao longo das caminhadas pelos 350 mil metros quadrados da antiga fábrica, o fotógrafo encontrou o vazio, escombros e muitas lembranças. A mostra segue até 14 de setembro e pode ser vista de terça a sexta, das 8h30 às 16h30, e sábado, das 9h às 13h. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mostra promove ‘viagem’ ao passado

Fotografias feitas em 2004 retratam as ruínas da Cerâmica São Caetano S/A

Vinícius Castelli

15/03/2019 | 07:56


Espaço na região que funcionou dos anos 1920 até a década de 1990, a Cerâmica São Caetano S/A pode ser revisitada por meio de mostra ilustrada por 32 fotografias.

A exposição, batizada Cerâmica São Caetano: o Resto e o Silêncio, com visitação gratuita, está em cartaz no próprio local onde ficava a fábrica, no Espaço do Forno (na praça de mesmo nome com acesso pela Rua Casemiro de Abreu).

Os cliques feitos durante duas sessões em 2004, pouco antes de a fábrica dar lugar a prédios e shopping, são do sociólogo José de Souza Martins – que trabalhou no local de novembro de 1953 a fevereiro de 1958, e mostram as ruínas do espaço, quando os fornos e chaminés já não funcionavam mais.

Ao longo das caminhadas pelos 350 mil metros quadrados da antiga fábrica, o fotógrafo encontrou o vazio, escombros e muitas lembranças. A mostra segue até 14 de setembro e pode ser vista de terça a sexta, das 8h30 às 16h30, e sábado, das 9h às 13h. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;