Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lauro bate o pé por novo hospital municipal


Júnior Carvalho

14/03/2019 | 07:00


Nos últimos anos, os prefeitos que governaram Diadema, inclusive o atual, Lauro Michels (PV), sempre atribuíram a ausência de obras na estrutura do arcaico prédio onde está instalado o Hospital Municipal, em Piraporinha, ao fato de o imóvel não pertencer ao município, mas ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Agora que a entidade transferirá a titularidade do edifício à União, que, por sua vez, admitiu ao Diário que a tendência é a de repassá-lo à cidade, Lauro desdenhou do equipamento. O prefeito chamou o Piraporinha de “remendo”, descartou a possibilidade de reformá-lo e assegurou que trabalhará para erguer novo hospital, a um ano e nove meses do fim do mandato. “A União pode dar o prédio para nós, não tem problema. Não vou pagar aluguel para usar aquele prédio, não vou fazer nada, não vou fechar (o hospital). Vai continuar funcionando daquele jeito, como funcionou a vida inteira. Preciso de um novo hospital, com modelo mais benéfico para a população e mais inteligente. Aquele hospital é antigo, aquilo é remendo. Não é hospital”, disse o verde. Num passado recente, Lauro já havia dado declarações polêmicas envolvendo essa novela. Para convencer os parlamentares a autorizarem o Paço a pleitear empréstimo, na ordem de R$ 125 milhões, para custear novo hospital, o prefeito disse que o valor era suficiente para bancar o projeto e ainda sobrava troco para a “cervejinha”.

BASTIDORES

Reencontro
Falando no prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), o verde reencontrou ontem o prefeito Orlando Morando (PSDB), de São Bernardo, na agenda com o governador João Doria (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes, para tratar sobre medidas para minimizar o impacto das enchentes na região, como a do início da semana. Ex-aliados, os dois se distanciaram e, nos últimos anos, viraram rivais políticos. Lauro e Morando sentaram-se lado a lado durante o ato e até se cumprimentaram ao fim do evento.

Contagem regressiva
A comissão do impeachment que investiga denúncia de quebra de decoro do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), estabeleceu prazo para que o deputado federal Orlando Silva (PCdoB) diga à casa se vai – e quando – prestar depoimento à comissão. O parlamentar foi arrolado pelo prefeito como testemunha de defesa, mas a prerrogativa do cargo dá ao comunista a liberdade de escolher a data em que falará. Esse prazo termina no dia 20.

Falhou
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), afirmou que o aplicativo para celular Alerta ABC, criado pelo Consórcio Intermunicipal para monitorar as condições meteorológicas das sete cidades e informar aos munícipes sobre a intensidade da chuva, não funcionou. Ou seja, não avisou, entre domingo e segunda-feira, sobre o que viria pela frente na região. O temporal resultou em dez mortes no Grande ABC, sendo três em São Caetano. Lançado em 2018, o dispositivo custou R$ 80 mil aos cofres do colegiado.

Despedida
Eleito deputado estadual no pleito de outubro de 2018, o vice-prefeito de Diadema, Márcio da Farmácia (Podemos), despede-se hoje do cargo de número dois na Prefeitura de Diadema, posto que ocupa desde 2017. O hoje parlamentar eleito tomará posse do cargo amanhã, na Assembleia Legislativa, ao lado dos demais eleitos pela região: Coronel Nishikawa (PSL), de Santo André; Carla Morando (PSDB); Teonílio Barba e Luiz Fernando Teixeira (ambos do PT), de São Bernardo; e Thiago Auricchio (PR), de São Caetano. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;