Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Usuários de trem enfrentam transtornos

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

13/03/2019 | 07:00


 Apesar da retomada da circulação de trens da Linha 10–Turquesa (Brás/Rio Grande da Serra), ainda na noite de segunda-feira, passageiros encontraram ontem dificuldades ao longo do dia para acessar estações espalhadas pelo sistema da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) no Grande ABC.

Com velocidade reduzida, devido a reparos emergenciais na rede elétrica, composições circularam com atrasos, o que provocou lotações em plataformas de acesso ao ramal ferroviário.

De manhã, o tempo para percorrer o trajeto entre as estações Brás e Prefeito Celso Daniel-Santo André chegava demorar até 45 minutos, enquanto em dias normais o percurso não chega à metade deste tempo.

A operação do Expresso ABC, que liga as paradas Prefeito Celso Daniel e Tamanduateí, em intervalo de dez minutos, também teve problemas. As saídas, que são feitas em intervalo de 30 minutos, sofreram atrasos em quase todas as partidas.

“As plataformas estavam cheias, além do convencional. Nem mesmo o expresso conseguiu suportar todo o pessoal que aguardava o serviço”, contou o vendedor Arthur Ribeiro, 27 anos.

Segundo a companhia, uma força-tarefa empenhou durante todo o dia esforços na conclusão de reparos no sistema de energia e sinalização que foi danificado pelo alagamento. A normalização do fornecimento só voltou em sua plenitude no início da noite de ontem.

No entanto, por volta das 18h, ainda era possível observar muitos usuários em frente a estações da Linha 10–Turquesa. Em Santo André, composições saíam da parada superlotadas. “Cheguei a esperar mais de um trem passar para conseguir entrar e seguir caminho”, afirmou a analista de marketing Camila Vallin, 33.

 

TRANSTORNOS

No domingo, após o forte temporal que atingiu a região, a Linha 10–Turquesa teve suas atividades interrompidas até a noite de segunda-feira para manutenção do sistema afetado pela chuva. Conforme a companhia, há 18 anos o ramal não tinha sua operação paralisada totalmente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Usuários de trem enfrentam transtornos

Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

13/03/2019 | 07:00


 Apesar da retomada da circulação de trens da Linha 10–Turquesa (Brás/Rio Grande da Serra), ainda na noite de segunda-feira, passageiros encontraram ontem dificuldades ao longo do dia para acessar estações espalhadas pelo sistema da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) no Grande ABC.

Com velocidade reduzida, devido a reparos emergenciais na rede elétrica, composições circularam com atrasos, o que provocou lotações em plataformas de acesso ao ramal ferroviário.

De manhã, o tempo para percorrer o trajeto entre as estações Brás e Prefeito Celso Daniel-Santo André chegava demorar até 45 minutos, enquanto em dias normais o percurso não chega à metade deste tempo.

A operação do Expresso ABC, que liga as paradas Prefeito Celso Daniel e Tamanduateí, em intervalo de dez minutos, também teve problemas. As saídas, que são feitas em intervalo de 30 minutos, sofreram atrasos em quase todas as partidas.

“As plataformas estavam cheias, além do convencional. Nem mesmo o expresso conseguiu suportar todo o pessoal que aguardava o serviço”, contou o vendedor Arthur Ribeiro, 27 anos.

Segundo a companhia, uma força-tarefa empenhou durante todo o dia esforços na conclusão de reparos no sistema de energia e sinalização que foi danificado pelo alagamento. A normalização do fornecimento só voltou em sua plenitude no início da noite de ontem.

No entanto, por volta das 18h, ainda era possível observar muitos usuários em frente a estações da Linha 10–Turquesa. Em Santo André, composições saíam da parada superlotadas. “Cheguei a esperar mais de um trem passar para conseguir entrar e seguir caminho”, afirmou a analista de marketing Camila Vallin, 33.

 

TRANSTORNOS

No domingo, após o forte temporal que atingiu a região, a Linha 10–Turquesa teve suas atividades interrompidas até a noite de segunda-feira para manutenção do sistema afetado pela chuva. Conforme a companhia, há 18 anos o ramal não tinha sua operação paralisada totalmente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;