Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Falta de energia causa prejuízos na região

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Após 78 horas no escuro, moradores citam perdas de alimentos, medicamentos e serviços


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

01/03/2019 | 07:00


 A interrupção no fornecimento de energia, que chegou a atingir 78 horas em alguns bairros do Grande ABC, trouxe série de prejuízos a moradores da região. Dentre os transtornos estão desde aparelhos eletrônicos queimados até perda de alimentos.

Após ficarem três dias sem energia, devido a queda de uma árvore na via, moradores da Rua Grã-Bretanha, na Vila Príncipe de Gales, em Santo André, calcularam os danos causados pelo forte temporal ontem. Foi o caso da comerciante Jussara Guarnieri, 58 anos, que, além de perder cerca de R$ 2.000 em alimentos estragados com a falta de energia, também teve que improvisar a alimentação do seu sogro, o aposentado Bohdan Mosquin, 87. “Ele utiliza uma sonda nasal, que é ligada na energia elétrica, mas, por conta da demora do restabelecimento, tivemos de utilizar seringas, que é um método mais agressivo. Isso sem contar a dificuldade da rotina diária de dar banho nele, que não consegue sair da cama.”

Em Ribeirão Pires, na Avenida Francisco Monteiro, Santa Luzia, a falta de energia motivou protesto da população. “Perdemos um dia de trabalho e mercadorias que estavam congeladas. Com certeza não seremos reparados por isso”, conta o vendedor Roberto Alencar, 48, que trabalha numa mercearia da via.

Devido aos apagões que vêm prejudicando a população, a Prefeitura de Santo André acionou, ontem, por meio de ofício, a Enel em razão da precariedade dos serviços prestados ao município no fornecimento de energia elétrica. “Os sucessivos apagões e a demora no restabelecimento do fornecimento de energia prejudicam a todos”, enfatizou o prefeito Paulo Serra (PSDB).

Em nota, a Enel afirmou que reforçou seu quadro operacional para retomar o fornecimento interrompido em razão dos fortes ventos e chuvas.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Falta de energia causa prejuízos na região

Após 78 horas no escuro, moradores citam perdas de alimentos, medicamentos e serviços

Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

01/03/2019 | 07:00


 A interrupção no fornecimento de energia, que chegou a atingir 78 horas em alguns bairros do Grande ABC, trouxe série de prejuízos a moradores da região. Dentre os transtornos estão desde aparelhos eletrônicos queimados até perda de alimentos.

Após ficarem três dias sem energia, devido a queda de uma árvore na via, moradores da Rua Grã-Bretanha, na Vila Príncipe de Gales, em Santo André, calcularam os danos causados pelo forte temporal ontem. Foi o caso da comerciante Jussara Guarnieri, 58 anos, que, além de perder cerca de R$ 2.000 em alimentos estragados com a falta de energia, também teve que improvisar a alimentação do seu sogro, o aposentado Bohdan Mosquin, 87. “Ele utiliza uma sonda nasal, que é ligada na energia elétrica, mas, por conta da demora do restabelecimento, tivemos de utilizar seringas, que é um método mais agressivo. Isso sem contar a dificuldade da rotina diária de dar banho nele, que não consegue sair da cama.”

Em Ribeirão Pires, na Avenida Francisco Monteiro, Santa Luzia, a falta de energia motivou protesto da população. “Perdemos um dia de trabalho e mercadorias que estavam congeladas. Com certeza não seremos reparados por isso”, conta o vendedor Roberto Alencar, 48, que trabalha numa mercearia da via.

Devido aos apagões que vêm prejudicando a população, a Prefeitura de Santo André acionou, ontem, por meio de ofício, a Enel em razão da precariedade dos serviços prestados ao município no fornecimento de energia elétrica. “Os sucessivos apagões e a demora no restabelecimento do fornecimento de energia prejudicam a todos”, enfatizou o prefeito Paulo Serra (PSDB).

Em nota, a Enel afirmou que reforçou seu quadro operacional para retomar o fornecimento interrompido em razão dos fortes ventos e chuvas.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;