Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Biombo


Marcio Bernardes

28/02/2019 | 12:11


 Biombo

É difícil encontrar um são-paulino que defenda o presidente Leco. Claro que as opiniões estão carregadas de paixão. O que vale é o resultado. E o Tricolor tem provocado muita revolta do seu aficionado. Algumas vezes no Brasileiro de anos passados o fantasma do rebaixamento passou pelo Morumbi. Técnicos são trocados como se troca de roupa.

A gestão, como em tudo na vida, tem seus altos e baixos. Mas, mal-acostumada, a torcida quer a volta de títulos. E eles não chegam desde o Brasileiro-2008. Se quiser, pode incluir a conquista da Sul-Americana de 2012.

O presidente são-paulino se segura no cargo graças aos conselheiros que lhe dão sustentação política. Também graças a presença do ídolo Raí que comanda o departamento de futebol. O trabalho de Raí não tem dado resultado e a torcida está perdendo a paciência. Leco garante a permanência do ex-jogador, muito mais para sua própria segurança do que por qualquer outra convicção. Se não fosse por Raí a crise estaria muito mais acentuada. Ele é um bom para-raios para o fracasso no futebol e especialmente para o presidente. Se não fosse por ele a batata de Leco já estaria assando.

Copa América

A competição desse ano vai ganhar uma importância suplementar porque será no Brasil. Há 30 anos, sob direção de Sebastião Lazzaroni a seleção foi campeã no Maracanã. Desta vez, apesar de desmentidos, a competição será fundamental para a permanência de Tite à frente da seleção. O treinador, que já não é mais aquela unanimidade de 2017, sabe que a pressão vai aumentar se ele não for campeão.

Quem também terá de se esforçar ao máximo será Neymar. O atacante precisa mudar sua imagem da Copa da Rússia. O mundo todo desdenhou do camisa 10 que cansou de aplicar o cai-cai e irritou a tanta gente. Por causa disso e de outras coisas, Neymar ficou longe das listas de melhor jogador do mundo. Agora é a sua chance de mudar essa história.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Biombo

Marcio Bernardes

28/02/2019 | 12:11


 Biombo

É difícil encontrar um são-paulino que defenda o presidente Leco. Claro que as opiniões estão carregadas de paixão. O que vale é o resultado. E o Tricolor tem provocado muita revolta do seu aficionado. Algumas vezes no Brasileiro de anos passados o fantasma do rebaixamento passou pelo Morumbi. Técnicos são trocados como se troca de roupa.

A gestão, como em tudo na vida, tem seus altos e baixos. Mas, mal-acostumada, a torcida quer a volta de títulos. E eles não chegam desde o Brasileiro-2008. Se quiser, pode incluir a conquista da Sul-Americana de 2012.

O presidente são-paulino se segura no cargo graças aos conselheiros que lhe dão sustentação política. Também graças a presença do ídolo Raí que comanda o departamento de futebol. O trabalho de Raí não tem dado resultado e a torcida está perdendo a paciência. Leco garante a permanência do ex-jogador, muito mais para sua própria segurança do que por qualquer outra convicção. Se não fosse por Raí a crise estaria muito mais acentuada. Ele é um bom para-raios para o fracasso no futebol e especialmente para o presidente. Se não fosse por ele a batata de Leco já estaria assando.

Copa América

A competição desse ano vai ganhar uma importância suplementar porque será no Brasil. Há 30 anos, sob direção de Sebastião Lazzaroni a seleção foi campeã no Maracanã. Desta vez, apesar de desmentidos, a competição será fundamental para a permanência de Tite à frente da seleção. O treinador, que já não é mais aquela unanimidade de 2017, sabe que a pressão vai aumentar se ele não for campeão.

Quem também terá de se esforçar ao máximo será Neymar. O atacante precisa mudar sua imagem da Copa da Rússia. O mundo todo desdenhou do camisa 10 que cansou de aplicar o cai-cai e irritou a tanta gente. Por causa disso e de outras coisas, Neymar ficou longe das listas de melhor jogador do mundo. Agora é a sua chance de mudar essa história.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;