Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Liga Árabe condena terrorismo e se divide sobre represálias


Das Agências

10/10/2001 | 00:09


Os ministros do Exterior dos 22 países da Liga Árabe criticaram neste terça-feira o terrorismo mas se mostraram incomodados e divididos diante das represálias contra o Afeganistão promovidas pelos Estados Unidos, em resposta aos atentados de 11 de setembro.

"Todos condenamos o terrorismo internacional, e não vamos tolerar que esse fenômeno seja associado ao Islã", declarou o secretário-geral da Liga Árabe, Amr Mussa, ao fim de uma reunião informal de consultas.

Segundo o ministro argelino Abdel Aziz Beljadem, há 15 pontos em acordo, e o principal é que as nações Unidas devem ser "o pivô da luta contra o terrorismo".

Perguntado sobre os bombardeios contra o Afeganistão, Mussa declarou que os Estados Unidos "deveriam se limitar a atingir o que consideram como bases militares, sem causar vítimas civis".

No entanto, vários participantes afirmaram à Agência France Presse que as nações árabes não adotaram uma posição conjunta sobre os bombardeios. "Não chegamos a um consenso", disse um ministro pedindo o anonimato.

Essa falta de consenso vai ao encontro do relativo silêncio da maioria das nações árabes em relação às represálias ocidentais contra um Estado muçulmano, o Afeganistão. O Iraque é a única exceção notável, e vem levantando uma feroz oposição a Washington.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;