Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 21 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Do jeito que está, não dá!


Márcio Bernardes

15/02/2019 | 12:15


 Quem ouviu a coletiva de André Jardine depois do jogo contra o Talleres ficou até com dó. Educado, sincero e coerente, o treinador admitiu que seu time fracassou. O esquema de jogo proposto não vingou. Diferente das categorias inferiores sob seu comando, onde o São Paulo ganhou quase tudo nos últimos tempos, o time profissional, apesar dos jogadores com nome e a contratação de vários reforços, não está funcionando.

O São Paulo é um arremedo de time. Não tem tática, jogada ensaiada, alguns jogadores estão abaixo da crítica, enfim, tudo negativo.

Não haveria outra forma, senão a troca de treinador. Mas isso não vai bastar. Como os maus exemplos vêm de cima, o ideal seria a renúncia do presidente Leco e todos os seus diretores. Ao antigo Soberano não resta outra coisa senão humildade e uma boa chacoalhada. A troca de técnico é uma mera satisfação à torcida. Não vai adiantar nada. Quem viver, verá.

Menomale
Diz o ditado que se coloca o cadeado depois que a porta foi arrombada. Ainda assim, tanto o Ministério Público quanto as prefeituras e o Corpo de Bombeiros estão certos em exigir dos clubes a interdição de vários centros de treinamento.

No Rio todos os locais têm problemas. Em São Paulo, depois de muitos anos, verificou-se que os CTs precisam de obras e adequações. Isso serve também para as outras cidades brasileiras. Porque há centenas, talvez milhares de centros de treinamento fora dos padrões mínimos de segurança.

O Brasil precisa de muita coisa. Decência na política, atenção maior ao desemprego, apoio à pobreza, educação competente, transporte público, mais casas populares... A lista não tem fim. Mas nesse caso dos CTs estamos falando de vidas e mortes, como se constatou recentemente no Ninho do Urubu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Do jeito que está, não dá!

Márcio Bernardes

15/02/2019 | 12:15


 Quem ouviu a coletiva de André Jardine depois do jogo contra o Talleres ficou até com dó. Educado, sincero e coerente, o treinador admitiu que seu time fracassou. O esquema de jogo proposto não vingou. Diferente das categorias inferiores sob seu comando, onde o São Paulo ganhou quase tudo nos últimos tempos, o time profissional, apesar dos jogadores com nome e a contratação de vários reforços, não está funcionando.

O São Paulo é um arremedo de time. Não tem tática, jogada ensaiada, alguns jogadores estão abaixo da crítica, enfim, tudo negativo.

Não haveria outra forma, senão a troca de treinador. Mas isso não vai bastar. Como os maus exemplos vêm de cima, o ideal seria a renúncia do presidente Leco e todos os seus diretores. Ao antigo Soberano não resta outra coisa senão humildade e uma boa chacoalhada. A troca de técnico é uma mera satisfação à torcida. Não vai adiantar nada. Quem viver, verá.

Menomale
Diz o ditado que se coloca o cadeado depois que a porta foi arrombada. Ainda assim, tanto o Ministério Público quanto as prefeituras e o Corpo de Bombeiros estão certos em exigir dos clubes a interdição de vários centros de treinamento.

No Rio todos os locais têm problemas. Em São Paulo, depois de muitos anos, verificou-se que os CTs precisam de obras e adequações. Isso serve também para as outras cidades brasileiras. Porque há centenas, talvez milhares de centros de treinamento fora dos padrões mínimos de segurança.

O Brasil precisa de muita coisa. Decência na política, atenção maior ao desemprego, apoio à pobreza, educação competente, transporte público, mais casas populares... A lista não tem fim. Mas nesse caso dos CTs estamos falando de vidas e mortes, como se constatou recentemente no Ninho do Urubu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;