Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 23 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Júri americano condena o traficante mexicano El Chapo



12/02/2019 | 17:41


Traficante de drogas mais famoso do México, Joaquin "El Chapo" Guzman foi considerado culpado por ocupar um posto de liderança no cartel de Sinaloa, nesta terça-feira, 12. A decisão abre a possibilidade de que ele seja condenado à prisão perpétua. Sua sentença será anunciada no dia 25 de junho.

O júri, cujas identidades dos membros foram mantidas em segredo, deliberou por seis dias sobre seu veredicto, após 11 semanas de julgamento. Ele foi considerado culpado de operar uma "empresa do crime" que lucrou bilhões de dólares transportando toneladas de cocaína, heroína, metanfetamina e maconha para cidades americanas, usando túneis secretos e pacotes escondidos em caminhões-tanque, vagões de trem e até em carros de passeio por mais de duas décadas, consolidando seu poder no México por meio de assassinatos e guerras com cartéis rivais.

Uma das maiores figuras da guerra das drogas mexicana, Guzmán, de 61 anos, foi extraditado para os EUA para julgamento em 2017 após ter sido preso no México no ano anterior. (Com agências)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Júri americano condena o traficante mexicano El Chapo


12/02/2019 | 17:41


Traficante de drogas mais famoso do México, Joaquin "El Chapo" Guzman foi considerado culpado por ocupar um posto de liderança no cartel de Sinaloa, nesta terça-feira, 12. A decisão abre a possibilidade de que ele seja condenado à prisão perpétua. Sua sentença será anunciada no dia 25 de junho.

O júri, cujas identidades dos membros foram mantidas em segredo, deliberou por seis dias sobre seu veredicto, após 11 semanas de julgamento. Ele foi considerado culpado de operar uma "empresa do crime" que lucrou bilhões de dólares transportando toneladas de cocaína, heroína, metanfetamina e maconha para cidades americanas, usando túneis secretos e pacotes escondidos em caminhões-tanque, vagões de trem e até em carros de passeio por mais de duas décadas, consolidando seu poder no México por meio de assassinatos e guerras com cartéis rivais.

Uma das maiores figuras da guerra das drogas mexicana, Guzmán, de 61 anos, foi extraditado para os EUA para julgamento em 2017 após ter sido preso no México no ano anterior. (Com agências)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;