Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de Mauá sobe o tom contra Alaíde

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Por pouco, a Casa não aprovou requerimento convocando a própria emedebista para dar explicações


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

12/02/2019 | 17:19


A Câmara de Mauá decidiu subir o tom contra o governo da prefeita interina Alaíde Damo (MDB) e, na sessão desta terça-feira, vários vereadores subiram à tribuna para criticar a administração.

Por pouco, a Casa não aprovou requerimento convocando a presença da própria emedebista na Casa para explicar, entre vários problemas da cidade, sobre a crise financeira enfrentada pelo Paço. O documento foi apresentado pelo vereador Adelto Cachorrão (Avante) e seria colocado em votação não fosse a intervenção do governista Manoel Lopes (DEM). O democrata fez o papel de líder do governo, questionou o requerimento, e convenceu os parlamentares a não aderirem á convocação.

Diante da falta de apoio dos demais parlamentares, Cachorrão decidiu retirar a medida, mas antecipou que voltará a apresentá-la na sessão da próxima terça.

“A cidade está abandonada e o que está sendo feito (por Alaide) é nepotismo”, disparou Cachorrão, em referência ás contratações de parentes da prefeita interina no primeiro e demais escalões.

Além da crise financeira, os parlamentares criticaram ferrenhamente o governo sobre as frequentes faltas de água e chegaram a acusar o Paço de não dialogar com a Câmara.

A prefeita interina ainda não nomeou oficialmente um líder de governo na Casa, nem tem enviado articulador ás sessões. Além disso, a emedebista também demitiu diversos comissionados indicados pelos vereadores na Prefeitura. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara de Mauá sobe o tom contra Alaíde

Por pouco, a Casa não aprovou requerimento convocando a própria emedebista para dar explicações

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

12/02/2019 | 17:19


A Câmara de Mauá decidiu subir o tom contra o governo da prefeita interina Alaíde Damo (MDB) e, na sessão desta terça-feira, vários vereadores subiram à tribuna para criticar a administração.

Por pouco, a Casa não aprovou requerimento convocando a presença da própria emedebista na Casa para explicar, entre vários problemas da cidade, sobre a crise financeira enfrentada pelo Paço. O documento foi apresentado pelo vereador Adelto Cachorrão (Avante) e seria colocado em votação não fosse a intervenção do governista Manoel Lopes (DEM). O democrata fez o papel de líder do governo, questionou o requerimento, e convenceu os parlamentares a não aderirem á convocação.

Diante da falta de apoio dos demais parlamentares, Cachorrão decidiu retirar a medida, mas antecipou que voltará a apresentá-la na sessão da próxima terça.

“A cidade está abandonada e o que está sendo feito (por Alaide) é nepotismo”, disparou Cachorrão, em referência ás contratações de parentes da prefeita interina no primeiro e demais escalões.

Além da crise financeira, os parlamentares criticaram ferrenhamente o governo sobre as frequentes faltas de água e chegaram a acusar o Paço de não dialogar com a Câmara.

A prefeita interina ainda não nomeou oficialmente um líder de governo na Casa, nem tem enviado articulador ás sessões. Além disso, a emedebista também demitiu diversos comissionados indicados pelos vereadores na Prefeitura. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;