Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Especialistas defendem revisão das gratuidades

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Audiência pública embasará proposta de alteração dos benefícios no sistema de transporte de Sto.André


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

12/02/2019 | 07:00


 Especialistas e representantes de diversos segmentos da sociedade defenderam, na noite de ontem, durante a realização de audiência pública na Câmara de Santo André sobre o futuro do transporte público da cidade, sérias mudanças no benefício de gratuidade concedido a usuários do sistema.

Vista por estudiosos como modelo que se tornou “inviável” em decorrência do aumento gradativo do benefício, a gratuidade contempla, atualmente, cerca de 37% dos usuários de coletivos municipais de Santo André, segundo estudo da Aesa (Associação das Empresas do Sistema de Transporte de Santo André).

“Quanto mais usuários gratuitos, temos menos pagantes. Isso significa que esse usuário que paga terá um custo maior. Ou seja, parcela pequena arca com todo sistema”, explica o consultor na área de transporte e advogado Rodrigo Verroni, formado em engenharia pela Escola Politécnica da USP (Universidade de São Paulo).

Segundo o especialista, com o aumento significativo do benefício concedido para estudantes e idosos, o sistema de transporte municipal de ônibus de Santo André beira a um colapso. “A gratuidade tem encarecido a tarifa do transporte em todo o País. Para reverter essa linha precisamos ter uma maior quantidade de pagantes, com isso, menor será o valor pago na passagem individualmente.”

Na avaliação do gerente geral da Aesa, Luiz Marcondes de Freitas Júnior, a revisão da gratuidade está diretamente ligada à possível revisão do valor da tarifa e sobrevivência do sistema. “Sem isso, inviabiliza qualquer tipo de atividade.”

Representante da Assembleia Legislativa de São Paulo na audiência, o deputado estadual Luiz Fernando Teixeira (PT) disse que o atual cenário indica a necessidade urgente de mudanças no sistema. “O modelo atual não deu certo, pois a conta não fecha”, afirma.

Segundo o vereador Willians Bezerra (PT), responsável pelo encontro, com base nos apontamentos da audiência, a Câmara irá elaborar documento com todas sugestões direcionadas feitas por especialistas e moradores à Prefeitura de Santo André. A meta é que ela possibilite mudanças no sistema de transporte municipal. “Queremos encontrar juntos o melhor caminho para sanar a questão da gratuidade”, observa o vereador.

Taxista da cidade, Roberto Carlos, 53 anos, foi um dos moradores que fizeram questão de propor alternativas. “Os aplicativos de passageiros retratam este atual cenário, pois de maneira ilegal eles têm ganhado espaço e encarecido o preço da passagem de ônibus. Isso precisa ser alvo de mudança”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Especialistas defendem revisão das gratuidades

Audiência pública embasará proposta de alteração dos benefícios no sistema de transporte de Sto.André

Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

12/02/2019 | 07:00


 Especialistas e representantes de diversos segmentos da sociedade defenderam, na noite de ontem, durante a realização de audiência pública na Câmara de Santo André sobre o futuro do transporte público da cidade, sérias mudanças no benefício de gratuidade concedido a usuários do sistema.

Vista por estudiosos como modelo que se tornou “inviável” em decorrência do aumento gradativo do benefício, a gratuidade contempla, atualmente, cerca de 37% dos usuários de coletivos municipais de Santo André, segundo estudo da Aesa (Associação das Empresas do Sistema de Transporte de Santo André).

“Quanto mais usuários gratuitos, temos menos pagantes. Isso significa que esse usuário que paga terá um custo maior. Ou seja, parcela pequena arca com todo sistema”, explica o consultor na área de transporte e advogado Rodrigo Verroni, formado em engenharia pela Escola Politécnica da USP (Universidade de São Paulo).

Segundo o especialista, com o aumento significativo do benefício concedido para estudantes e idosos, o sistema de transporte municipal de ônibus de Santo André beira a um colapso. “A gratuidade tem encarecido a tarifa do transporte em todo o País. Para reverter essa linha precisamos ter uma maior quantidade de pagantes, com isso, menor será o valor pago na passagem individualmente.”

Na avaliação do gerente geral da Aesa, Luiz Marcondes de Freitas Júnior, a revisão da gratuidade está diretamente ligada à possível revisão do valor da tarifa e sobrevivência do sistema. “Sem isso, inviabiliza qualquer tipo de atividade.”

Representante da Assembleia Legislativa de São Paulo na audiência, o deputado estadual Luiz Fernando Teixeira (PT) disse que o atual cenário indica a necessidade urgente de mudanças no sistema. “O modelo atual não deu certo, pois a conta não fecha”, afirma.

Segundo o vereador Willians Bezerra (PT), responsável pelo encontro, com base nos apontamentos da audiência, a Câmara irá elaborar documento com todas sugestões direcionadas feitas por especialistas e moradores à Prefeitura de Santo André. A meta é que ela possibilite mudanças no sistema de transporte municipal. “Queremos encontrar juntos o melhor caminho para sanar a questão da gratuidade”, observa o vereador.

Taxista da cidade, Roberto Carlos, 53 anos, foi um dos moradores que fizeram questão de propor alternativas. “Os aplicativos de passageiros retratam este atual cenário, pois de maneira ilegal eles têm ganhado espaço e encarecido o preço da passagem de ônibus. Isso precisa ser alvo de mudança”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;