Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ministro da Saúde não irá a evento anunciado pelo porta-voz do governo



11/02/2019 | 21:41


A assessoria de imprensa do Ministério da Saúde afirmou que o ministro da pasta, Luiz Henrique Mandetta, não vai participar da 1ª Conferência Humanitária do Governo Interino da Venezuela, nos Estados Unidos, como anunciou o porta-voz do governo, Otávio do Rêgo Barros, nesta segunda-feira. O evento é promovido pelo líder opositor venezuelano Juan Guaidó. De acordo com o ministério, que vai viajar para Washington (EUA) é o secretário de vigilância em saúde, Wanderson Kleber.

Hoje, o porta-voz comunicou que Mandetta ficará fora do Brasil entre esta terça (12) e sexta-feira (15) e que ele recebeu autorização do presidente Jair Bolsonaro para viajar.

Guaidó, que se autoproclamou presidente interino do país em janeiro, informou através de redes sociais que o objetivo do evento em Washington é sensibilizar os governos de outros países, organismos multilaterais, empresários e ONGs sobre a necessidade de incrementar a ajuda humanitária à Venezuela. "E aliviar o sofrimento dos venezuelanos que padecem com a falta de alimentos e remédios causada pelo regime de Maduro", afirmou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministro da Saúde não irá a evento anunciado pelo porta-voz do governo


11/02/2019 | 21:41


A assessoria de imprensa do Ministério da Saúde afirmou que o ministro da pasta, Luiz Henrique Mandetta, não vai participar da 1ª Conferência Humanitária do Governo Interino da Venezuela, nos Estados Unidos, como anunciou o porta-voz do governo, Otávio do Rêgo Barros, nesta segunda-feira. O evento é promovido pelo líder opositor venezuelano Juan Guaidó. De acordo com o ministério, que vai viajar para Washington (EUA) é o secretário de vigilância em saúde, Wanderson Kleber.

Hoje, o porta-voz comunicou que Mandetta ficará fora do Brasil entre esta terça (12) e sexta-feira (15) e que ele recebeu autorização do presidente Jair Bolsonaro para viajar.

Guaidó, que se autoproclamou presidente interino do país em janeiro, informou através de redes sociais que o objetivo do evento em Washington é sensibilizar os governos de outros países, organismos multilaterais, empresários e ONGs sobre a necessidade de incrementar a ajuda humanitária à Venezuela. "E aliviar o sofrimento dos venezuelanos que padecem com a falta de alimentos e remédios causada pelo regime de Maduro", afirmou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;