Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Suplente recusa assumir cadeira em São Caetano

Neide Sartori dispensa convocação para ficar no lugar de Córdoba, atual secretário


Raphael Rocha
do dgabc.com.br

12/02/2019 | 07:00


Primeira suplente da coligação PSDB-DC-PSD na eleição de 2016 em São Caetano, Neide Sartori recusou a assumir a cadeira deixada pelo vereador Daniel Córdoba (PSDB), que se licenciou da função na semana passada para assumir a Secretaria de Assistência e Inclusão Social. A tendência, aliás, é a de que demais suplentes façam o mesmo caminho de Neide.

Oficialmente, Neide alegou que não gostaria de interromper o trabalho que desenvolve à frente do centro de saúde Doutor Manoel Augusto Pirajá, no Centro, para um mandato provisório na Casa. Entretanto, nos bastidores, alegou que Córdoba não abriu mão de manter sua estrutura no gabinete, mesmo com o espaço aberto no governo do prefeito José Auricchio Júnior (PSDB).

Por meio da assessoria, Córdoba disse ter proposto transição para Neide para analisar a equipe que trabalhará com ele na pasta. O tucano negou intransigência com relação aos cargos na Câmara.

O segundo suplente da coligação é Cristiano Gomes (PSDB). Ele foi secretário de Direitos da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida na primeira parte do governo Auricchio. Atualmente, está como presidente do conselho de administração da Fundação Municipal Anne Sullivan. O Diário apurou que, se Córdoba mantiver a proposta de não ceder vagas em seu gabinete, ele vai renunciar à convocação.

Caso Cristiano não aceite o posto, há possibilidade real de os terceiro e quarto suplentes percorrerem o mesmo caminho, já que Iliomar Darronqui (PSD) é secretário de Serviços Urbanos e Magali Selva Pinto (PSD) está em cargo comissionado na Secretaria de Governo. Assim, seria chamado o quinto suplente, Zezito de Carvalho (PSDB).

O presidente da Casa, Pio Mielo (MDB), afirmou que conversou com Neide, que relatou sobre os motivos da renúncia à convocação. “São boas razões. Ela faz trabalho bonito e importante à frente do centro de saúde de São Caetano, com vários programas em andamento que ela gerencia. Ela fez opção por não abrir mão desses programas para um mandato provisório. Ela fez isso com elegância e respeito pelo governo.”

Neide não retornou aos contatos do Diário. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Suplente recusa assumir cadeira em São Caetano

Neide Sartori dispensa convocação para ficar no lugar de Córdoba, atual secretário

Raphael Rocha
do dgabc.com.br

12/02/2019 | 07:00


Primeira suplente da coligação PSDB-DC-PSD na eleição de 2016 em São Caetano, Neide Sartori recusou a assumir a cadeira deixada pelo vereador Daniel Córdoba (PSDB), que se licenciou da função na semana passada para assumir a Secretaria de Assistência e Inclusão Social. A tendência, aliás, é a de que demais suplentes façam o mesmo caminho de Neide.

Oficialmente, Neide alegou que não gostaria de interromper o trabalho que desenvolve à frente do centro de saúde Doutor Manoel Augusto Pirajá, no Centro, para um mandato provisório na Casa. Entretanto, nos bastidores, alegou que Córdoba não abriu mão de manter sua estrutura no gabinete, mesmo com o espaço aberto no governo do prefeito José Auricchio Júnior (PSDB).

Por meio da assessoria, Córdoba disse ter proposto transição para Neide para analisar a equipe que trabalhará com ele na pasta. O tucano negou intransigência com relação aos cargos na Câmara.

O segundo suplente da coligação é Cristiano Gomes (PSDB). Ele foi secretário de Direitos da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida na primeira parte do governo Auricchio. Atualmente, está como presidente do conselho de administração da Fundação Municipal Anne Sullivan. O Diário apurou que, se Córdoba mantiver a proposta de não ceder vagas em seu gabinete, ele vai renunciar à convocação.

Caso Cristiano não aceite o posto, há possibilidade real de os terceiro e quarto suplentes percorrerem o mesmo caminho, já que Iliomar Darronqui (PSD) é secretário de Serviços Urbanos e Magali Selva Pinto (PSD) está em cargo comissionado na Secretaria de Governo. Assim, seria chamado o quinto suplente, Zezito de Carvalho (PSDB).

O presidente da Casa, Pio Mielo (MDB), afirmou que conversou com Neide, que relatou sobre os motivos da renúncia à convocação. “São boas razões. Ela faz trabalho bonito e importante à frente do centro de saúde de São Caetano, com vários programas em andamento que ela gerencia. Ela fez opção por não abrir mão desses programas para um mandato provisório. Ela fez isso com elegância e respeito pelo governo.”

Neide não retornou aos contatos do Diário. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;