Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 25 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Investimento em máquinas e equipamentos deve crescer 30,1%, prevê Abimaq



11/02/2019 | 16:00


As fabricantes de máquinas e equipamentos devem investir R$ 2,7 bilhões em 2019, montante 30,1% superior ao montante investido em 2018, estima a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a partir de pesquisa feita com associados.

Em 2018, segundo a Abimaq, os investimentos representaram 3% da receita líquida. O setor considera a proporção baixa e lembra que, entre 2010 e 2013, a média foi de 9,3%.

"Os investimentos devem ganhar mais fôlego somente no segundo semestre, quando algumas reformas forem aprovadas e o nível de ociosidade reduzido, que hoje se encontra em 25%", afirma João Marchesan, presidente da associação.

Segundo o relatório da Abimaq, as micro, pequenas e médias terão um crescimento maior nos investimentos em 2019, de 48,7% para as micro e pequenas, e de 50,3% para as médias. Os aportes das grandes devem avançar 17,9%.

Dos investimentos esperados para este ano, 35,5% devem ser destinados para modernização tecnológica, 30,5% para reposição de máquinas depreciadas, 24% na ampliação da capacidade industrial e 10% em outras áreas. "O que deverá impulsionar os investimentos é a nova rodada de concessões de setores de infraestrutura."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Investimento em máquinas e equipamentos deve crescer 30,1%, prevê Abimaq


11/02/2019 | 16:00


As fabricantes de máquinas e equipamentos devem investir R$ 2,7 bilhões em 2019, montante 30,1% superior ao montante investido em 2018, estima a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a partir de pesquisa feita com associados.

Em 2018, segundo a Abimaq, os investimentos representaram 3% da receita líquida. O setor considera a proporção baixa e lembra que, entre 2010 e 2013, a média foi de 9,3%.

"Os investimentos devem ganhar mais fôlego somente no segundo semestre, quando algumas reformas forem aprovadas e o nível de ociosidade reduzido, que hoje se encontra em 25%", afirma João Marchesan, presidente da associação.

Segundo o relatório da Abimaq, as micro, pequenas e médias terão um crescimento maior nos investimentos em 2019, de 48,7% para as micro e pequenas, e de 50,3% para as médias. Os aportes das grandes devem avançar 17,9%.

Dos investimentos esperados para este ano, 35,5% devem ser destinados para modernização tecnológica, 30,5% para reposição de máquinas depreciadas, 24% na ampliação da capacidade industrial e 10% em outras áreas. "O que deverá impulsionar os investimentos é a nova rodada de concessões de setores de infraestrutura."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;