Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Jovens andreenses vão à Europa competir na neve

Arte/DAGBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Larissa Candido e Lucas Carvalho aceitaram desafio de ‘mergulhar’ no skeleton e no bobsled


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

11/02/2019 | 07:00


Cinco jovens brasileiros embarcaram para a Europa na semana passada em busca de sonho improvável. Eles foram selecionados pela CBDG (Confederação Brasileira de Desportos no Gelo) para compor a delegação do País que vai disputar provas de bobsled e skeleton na Omega Youth Series Competition na Suíça e na Áustria. O curioso é que nenhum deles tem experiência com os esportes praticados no gelo e, ainda assim, aceitaram o desafio proposto pelo andreense Edson Bindilatti, que já foi a três Jogos Olímpicos de Inverno e é o precursor das modalidades no Brasil.

A missão do grupo é colocar definitivamente o País no mapa dos esportes de inverno, mesmo que por aqui os episódios de neve sejam raríssimos – e breves. Para isso, Bindilatti recorreu a praticantes de atletismo, que têm biotipo adequado, repetindo história vivida por ele mesmo, que deixou o decatlo e foi para o bobsled. Após seletiva realizada em vários Estados, conseguiu formar o jovem time brasileiro.

A delegação, que viajou na quinta-feira, conta com mais dois andreenses que competem pelo Sesi da cidade: Larissa Brito Candido, 15 anos, e Lucas Oliveira Rodrigues de Carvalho, 16. Eles terão companhia do trio Marina Mendes dos Santos, Gustavo dos Santos Ferreira e Maria Victoria Tayette Pietro Sanches.

Larissa vai competir no skeleton, modalidade que exige muita coragem. Nela, a atleta corre por 25 metros antes de se atirar de peito em pequeno trenó e descer em alta velocidade pista de 1.200 a 1.600 metros composta de gelo, normalmente artificial. Curioso é que não existem freios ou volante, o carrinho se movimenta de acordo com a inclinação do corpo da atleta e para sozinho, apenas no fim do percurso.

Lucas vai se aventurar no bobsled, mas na modalidade monobob, na qual o atleta desce a mesma pista usada no skeleton, mas em trenó praticamente fechado, apenas com a cabeça para fora. O movimento também é realizado na base do equilíbrio do corpo, mas o atleta compete com a barriga virada para cima.

Anderson Candido, pai de Larissa, disse que a filha estava tão nervosa com a primeira viagem internacional que não conseguia dar entrevista. Ela disputa provas com barreiras e no salto em altura. Desde que viu o anúncio da seletiva no Sesi tinha certeza de que seria selecionada, disse isso aos pais e atingiu o objetivo.

A primeira parada da delegação brasileira é na Suíça, onde disputa a Omega Youth Series e fica até quinta-feira. Depois, segue para a Áustria, onde disputa outra etapa da competição, voltando ao Brasil apenas no dia 25. Em abril, os jovens passarão duas semanas nos Estados Unidos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jovens andreenses vão à Europa competir na neve

Larissa Candido e Lucas Carvalho aceitaram desafio de ‘mergulhar’ no skeleton e no bobsled

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

11/02/2019 | 07:00


Cinco jovens brasileiros embarcaram para a Europa na semana passada em busca de sonho improvável. Eles foram selecionados pela CBDG (Confederação Brasileira de Desportos no Gelo) para compor a delegação do País que vai disputar provas de bobsled e skeleton na Omega Youth Series Competition na Suíça e na Áustria. O curioso é que nenhum deles tem experiência com os esportes praticados no gelo e, ainda assim, aceitaram o desafio proposto pelo andreense Edson Bindilatti, que já foi a três Jogos Olímpicos de Inverno e é o precursor das modalidades no Brasil.

A missão do grupo é colocar definitivamente o País no mapa dos esportes de inverno, mesmo que por aqui os episódios de neve sejam raríssimos – e breves. Para isso, Bindilatti recorreu a praticantes de atletismo, que têm biotipo adequado, repetindo história vivida por ele mesmo, que deixou o decatlo e foi para o bobsled. Após seletiva realizada em vários Estados, conseguiu formar o jovem time brasileiro.

A delegação, que viajou na quinta-feira, conta com mais dois andreenses que competem pelo Sesi da cidade: Larissa Brito Candido, 15 anos, e Lucas Oliveira Rodrigues de Carvalho, 16. Eles terão companhia do trio Marina Mendes dos Santos, Gustavo dos Santos Ferreira e Maria Victoria Tayette Pietro Sanches.

Larissa vai competir no skeleton, modalidade que exige muita coragem. Nela, a atleta corre por 25 metros antes de se atirar de peito em pequeno trenó e descer em alta velocidade pista de 1.200 a 1.600 metros composta de gelo, normalmente artificial. Curioso é que não existem freios ou volante, o carrinho se movimenta de acordo com a inclinação do corpo da atleta e para sozinho, apenas no fim do percurso.

Lucas vai se aventurar no bobsled, mas na modalidade monobob, na qual o atleta desce a mesma pista usada no skeleton, mas em trenó praticamente fechado, apenas com a cabeça para fora. O movimento também é realizado na base do equilíbrio do corpo, mas o atleta compete com a barriga virada para cima.

Anderson Candido, pai de Larissa, disse que a filha estava tão nervosa com a primeira viagem internacional que não conseguia dar entrevista. Ela disputa provas com barreiras e no salto em altura. Desde que viu o anúncio da seletiva no Sesi tinha certeza de que seria selecionada, disse isso aos pais e atingiu o objetivo.

A primeira parada da delegação brasileira é na Suíça, onde disputa a Omega Youth Series e fica até quinta-feira. Depois, segue para a Áustria, onde disputa outra etapa da competição, voltando ao Brasil apenas no dia 25. Em abril, os jovens passarão duas semanas nos Estados Unidos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;