Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bolsonaro vai ser tratado com antibióticos por mais 6 dias, diz porta-voz

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


08/02/2019 | 17:14


O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, evitou cravar nesta sexta-feira, 8, uma data para a alta do presidente Jair Bolsonaro, embora tenha reconhecido que a saúde dele está melhorando. De acordo com Rêgo Barros, o presidente vai ser tratado com antibióticos por mais seis dias. "Ao ser agregado um novo antibiótico, são sete dias a mais, a partir da primeira administração, que foi ontem", explicou.

Bolsonaro foi diagnosticado com pneumonia na quarta-feira, 6, por meio de exames laboratoriais e de imagem.

Na quinta-feira, 7, ao Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o médico Antonio Luiz Macedo admitiu que o presidente iria ficar mais, pelo menos, "cinco a sete dias" no hospital.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro vai ser tratado com antibióticos por mais 6 dias, diz porta-voz


08/02/2019 | 17:14


O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, evitou cravar nesta sexta-feira, 8, uma data para a alta do presidente Jair Bolsonaro, embora tenha reconhecido que a saúde dele está melhorando. De acordo com Rêgo Barros, o presidente vai ser tratado com antibióticos por mais seis dias. "Ao ser agregado um novo antibiótico, são sete dias a mais, a partir da primeira administração, que foi ontem", explicou.

Bolsonaro foi diagnosticado com pneumonia na quarta-feira, 6, por meio de exames laboratoriais e de imagem.

Na quinta-feira, 7, ao Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o médico Antonio Luiz Macedo admitiu que o presidente iria ficar mais, pelo menos, "cinco a sete dias" no hospital.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;