Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Escolas municipais de SP terão cardápio sustentável com receitas vegetarianas

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


08/02/2019 | 16:56


A Secretaria Municipal de Educação instituiu no começo deste ano letivo, que teve início no dia 4 de fevereiro, um cardápio sustentável que será implementado progressivamente nas unidades de ensino da capital.

Com ingredientes vegetarianos, a iniciativa foi feita em parceria com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e conta com a ajuda da chefe de cozinha Bela Gil, que colaborou na seleção das comidas.

O projeto contempla seis receitas: lentilhesa, preparo básico de proteína de soja, e quatro tipos de bolinhos (feijão preto, grão de bico, ervilha partida e de proteína de soja). .

Segundo o ex-Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider, recentemente demitido por Bruno Covas, essa política pública permite uma alimentação escolar de mais qualidade, variedade e sustentabilidade ambiental, além de ajudar na educação.

"Esse projeto possibilita uma série de aprendizagens aos bebês, crianças, jovens e adultos matriculados", afirma Schneider na cartilha publicada pela SVB.

As escolas públicas do município preparam mais de dois milhões de refeições diárias para, segundo a Secretaria Municipal de Educação, atender às necessidades nutricionais dos alunos.

Com ingredientes vegetarianos, a iniciativa foi feita em parceria com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e conta com a ajuda da chefe de cozinha Bela Gil, que colaborou na seleção das comidas.

O projeto contempla seis receitas: lentilhesa, preparo básico de proteína de soja, e quatro tipos de bolinhos (feijão preto, grão de bico, ervilha partida e de proteína de soja). Acesse aqui o cardápio.

Segundo o ex-Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider, recentemente demitido por Bruno Covas, essa política pública permite uma alimentação escolar de mais qualidade, variedade e sustentabilidade ambiental, além de ajudar na educação.

"Esse projeto possibilita uma série de aprendizagens aos bebês, crianças, jovens e adultos matriculados", afirma Schneider na cartilha publicada pela SVB.

As escolas públicas do município preparam mais de dois milhões de refeições diárias para, segundo a Secretaria Municipal de Educação, atender às necessidades nutricionais dos alunos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Escolas municipais de SP terão cardápio sustentável com receitas vegetarianas


08/02/2019 | 16:56


A Secretaria Municipal de Educação instituiu no começo deste ano letivo, que teve início no dia 4 de fevereiro, um cardápio sustentável que será implementado progressivamente nas unidades de ensino da capital.

Com ingredientes vegetarianos, a iniciativa foi feita em parceria com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e conta com a ajuda da chefe de cozinha Bela Gil, que colaborou na seleção das comidas.

O projeto contempla seis receitas: lentilhesa, preparo básico de proteína de soja, e quatro tipos de bolinhos (feijão preto, grão de bico, ervilha partida e de proteína de soja). .

Segundo o ex-Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider, recentemente demitido por Bruno Covas, essa política pública permite uma alimentação escolar de mais qualidade, variedade e sustentabilidade ambiental, além de ajudar na educação.

"Esse projeto possibilita uma série de aprendizagens aos bebês, crianças, jovens e adultos matriculados", afirma Schneider na cartilha publicada pela SVB.

As escolas públicas do município preparam mais de dois milhões de refeições diárias para, segundo a Secretaria Municipal de Educação, atender às necessidades nutricionais dos alunos.

Com ingredientes vegetarianos, a iniciativa foi feita em parceria com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e conta com a ajuda da chefe de cozinha Bela Gil, que colaborou na seleção das comidas.

O projeto contempla seis receitas: lentilhesa, preparo básico de proteína de soja, e quatro tipos de bolinhos (feijão preto, grão de bico, ervilha partida e de proteína de soja). Acesse aqui o cardápio.

Segundo o ex-Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider, recentemente demitido por Bruno Covas, essa política pública permite uma alimentação escolar de mais qualidade, variedade e sustentabilidade ambiental, além de ajudar na educação.

"Esse projeto possibilita uma série de aprendizagens aos bebês, crianças, jovens e adultos matriculados", afirma Schneider na cartilha publicada pela SVB.

As escolas públicas do município preparam mais de dois milhões de refeições diárias para, segundo a Secretaria Municipal de Educação, atender às necessidades nutricionais dos alunos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;