Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Jogador afirma que incêndio no CT do Flamengo começou em aparelho de ar-condicionado

Tomaz Silva/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Jogadores dormiam quando chamas tomaram conta do alojamento no Ninho do Urubu


Do Dgabc.com.br

08/02/2019 | 10:48


A perícia ainda busca informações sobre as causas do incêndio no alojamento das categorias de base do Flamengo, no Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro. Mas o jogador Felipe Cardoso, 15 anos, ex-Santos e que chegou esta semana ao Rubro-Negro, declarou que as chamas se iniciaram em um aparelho de ar-condicionado de seu quarto. Dez jogadores entre 14 e 17 anos que moravam nas instalações morreram e outros três estão feridos, sendo um deles em estado grave.

“O incêndio começou no meu quarto. O ar-condicionado começou a pegar fogo e eu saí correndo. Graças a Deus consegui correr e estou vivo”, publicou o atletas nas redes sociais. “Estou muito mal por não ter conseguido tirar todos meus irmãos. Estou bem, por pouco não estaria mais vivo. Deus é maravilhoso. Luto eterno. Eu só quero esquecer as cenas”, completou.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a ocorrência foi às 5h17 da manhã desta sexta-feira e os atletas flamenguistas ainda dormiam. “Pelo horário, todos estavam dormindo, e isso pode ter contribuído para essa tragédia”, declarou o tenente-coronel Douglas Henaut.

FERIDOS
Foram divulgados os nomes dos três jogadores que foram levados ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra: Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos, de Fortaleza (CE); Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos; Jonathan Cruz Ventura, 15 anos, este em estado mais grave – com 40% do corpo queimado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jogador afirma que incêndio no CT do Flamengo começou em aparelho de ar-condicionado

Jogadores dormiam quando chamas tomaram conta do alojamento no Ninho do Urubu

Do Dgabc.com.br

08/02/2019 | 10:48


A perícia ainda busca informações sobre as causas do incêndio no alojamento das categorias de base do Flamengo, no Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro. Mas o jogador Felipe Cardoso, 15 anos, ex-Santos e que chegou esta semana ao Rubro-Negro, declarou que as chamas se iniciaram em um aparelho de ar-condicionado de seu quarto. Dez jogadores entre 14 e 17 anos que moravam nas instalações morreram e outros três estão feridos, sendo um deles em estado grave.

“O incêndio começou no meu quarto. O ar-condicionado começou a pegar fogo e eu saí correndo. Graças a Deus consegui correr e estou vivo”, publicou o atletas nas redes sociais. “Estou muito mal por não ter conseguido tirar todos meus irmãos. Estou bem, por pouco não estaria mais vivo. Deus é maravilhoso. Luto eterno. Eu só quero esquecer as cenas”, completou.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a ocorrência foi às 5h17 da manhã desta sexta-feira e os atletas flamenguistas ainda dormiam. “Pelo horário, todos estavam dormindo, e isso pode ter contribuído para essa tragédia”, declarou o tenente-coronel Douglas Henaut.

FERIDOS
Foram divulgados os nomes dos três jogadores que foram levados ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra: Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos, de Fortaleza (CE); Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos; Jonathan Cruz Ventura, 15 anos, este em estado mais grave – com 40% do corpo queimado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;