Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 25 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Em Barão de Cocais, 500 moradores foram retirados por risco em barragem da Vale

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


08/02/2019 | 08:34


Duas semanas após o rompimento da barragem 1 da mina Córrego do Feijão de Brumadinho (MG), cerca de 500 moradores do município mineiro de Barão de Cocais foram retirados de suas casas na manhã desta sexta-feira, 8. A evacuação ocorreu depois que soou uma sirene que monitora barragem Sul Superior da Mina do Gongo Soco, também da Vale.

De acordo com um comunicado da Vale, a retirada de pessoas foi determinada depois que a Agência Nacional de Mineração (ANM) foi informada pela mineradora que estaria dando início ao nível 1 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM). A nota ressalta ainda que a decisão é preventiva e foi tomada após a empresa de consultoria Walm negar a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura.

Os deslocamentos começaram durante a madrugada e abrangem comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras, todas em Barão de Cocais.

A Vale informou que está intensificando as inspeções na barragem Sul Superior como medida de segurança e implantado equipamentos com capacidade de detectar movimentações milimétricas na estrutura.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em Barão de Cocais, 500 moradores foram retirados por risco em barragem da Vale


08/02/2019 | 08:34


Duas semanas após o rompimento da barragem 1 da mina Córrego do Feijão de Brumadinho (MG), cerca de 500 moradores do município mineiro de Barão de Cocais foram retirados de suas casas na manhã desta sexta-feira, 8. A evacuação ocorreu depois que soou uma sirene que monitora barragem Sul Superior da Mina do Gongo Soco, também da Vale.

De acordo com um comunicado da Vale, a retirada de pessoas foi determinada depois que a Agência Nacional de Mineração (ANM) foi informada pela mineradora que estaria dando início ao nível 1 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM). A nota ressalta ainda que a decisão é preventiva e foi tomada após a empresa de consultoria Walm negar a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura.

Os deslocamentos começaram durante a madrugada e abrangem comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras, todas em Barão de Cocais.

A Vale informou que está intensificando as inspeções na barragem Sul Superior como medida de segurança e implantado equipamentos com capacidade de detectar movimentações milimétricas na estrutura.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;