Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 25 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Paço agenda reunião com docentes da FSA

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Encontro terá como pauta grave crise enfrentada pela instituição, inclusive demissão de professores


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

08/02/2019 | 07:00


 A Prefeitura de Santo André convocou para segunda-feira, às 11h, reunião com representantes do Sinpro-ABC (Sindicato dos Professores do Grande ABC) e docentes da FSA (Fundação Santo André) para definir possíveis medidas a serem tomadas pela administração municipal diante das graves crises administrativa e financeira enfrentadas pela instituição de ensino superior.

O encontro, que deverá reunir representantes da secretaria municipais de Governo e Educação, segundo o sindicato, foi confirmado ontem, horas antes de a categoria realizar protesto no plenário da Câmara de Santo André. “Estávamos solicitando essa reunião desde dezembro e, a partir do que for debatido na segunda, nossa intenção é conversar com os vereadores para que, juntos, possamos unir forças em prol da recuperação da Fundação Santo André”, afirma Marcelo Buzetto diretor do Sinpro-ABC.

Além de pedir a reintegração de 35 professores demitidos em dezembro, a categoria busca ainda encontrar solução referente aos problemas vivenciados por funcionários, como atraso no pagamento de proventos, 13º salário integral e FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Em protesto realizado ontem, durante sessão na Câmara, docentes fizeram duras críticas à postura da direção da instituição, sob responsabilidade do reitor Francisco José Santos Milreu. Com gritos de “Fora, Milreu”, manifestantes pediram troca do reitor e reforçaram, ainda, a necessidade de pacto entre vereadores e representantes do Executivo para interferir na crise da Fundação Santo André. “Este pacto é essencial para a sobrevivência da Fundação. Cenário agravado com a atual reitoria”, disse José Carlos Oliveira Costa, 63 anos, professor de engenharia da instituição e representante do Sinpro-ABC.

Durante o protesto, o docente chegou a ser intimado por um funcionário da Fundação Santo André, identificado apenas como Rogério, a receber envelope e assinar um protocolo. Porém, Costa negou-se a efetuar a ação. Vereadores chegaram a intervir, ao citar possível demissão, porém, a informação não foi confirmada.

Desligado do quadro de funcionários da FSA em dezembro, o professor Ricardo Alvarez fez uso da tribuna para criticar a omissão da atual direção da instituição diante do cenário de crise. “Não será essa reitoria que colocará a Fundação nos trilhos.”

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Paço agenda reunião com docentes da FSA

Encontro terá como pauta grave crise enfrentada pela instituição, inclusive demissão de professores

Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

08/02/2019 | 07:00


 A Prefeitura de Santo André convocou para segunda-feira, às 11h, reunião com representantes do Sinpro-ABC (Sindicato dos Professores do Grande ABC) e docentes da FSA (Fundação Santo André) para definir possíveis medidas a serem tomadas pela administração municipal diante das graves crises administrativa e financeira enfrentadas pela instituição de ensino superior.

O encontro, que deverá reunir representantes da secretaria municipais de Governo e Educação, segundo o sindicato, foi confirmado ontem, horas antes de a categoria realizar protesto no plenário da Câmara de Santo André. “Estávamos solicitando essa reunião desde dezembro e, a partir do que for debatido na segunda, nossa intenção é conversar com os vereadores para que, juntos, possamos unir forças em prol da recuperação da Fundação Santo André”, afirma Marcelo Buzetto diretor do Sinpro-ABC.

Além de pedir a reintegração de 35 professores demitidos em dezembro, a categoria busca ainda encontrar solução referente aos problemas vivenciados por funcionários, como atraso no pagamento de proventos, 13º salário integral e FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Em protesto realizado ontem, durante sessão na Câmara, docentes fizeram duras críticas à postura da direção da instituição, sob responsabilidade do reitor Francisco José Santos Milreu. Com gritos de “Fora, Milreu”, manifestantes pediram troca do reitor e reforçaram, ainda, a necessidade de pacto entre vereadores e representantes do Executivo para interferir na crise da Fundação Santo André. “Este pacto é essencial para a sobrevivência da Fundação. Cenário agravado com a atual reitoria”, disse José Carlos Oliveira Costa, 63 anos, professor de engenharia da instituição e representante do Sinpro-ABC.

Durante o protesto, o docente chegou a ser intimado por um funcionário da Fundação Santo André, identificado apenas como Rogério, a receber envelope e assinar um protocolo. Porém, Costa negou-se a efetuar a ação. Vereadores chegaram a intervir, ao citar possível demissão, porém, a informação não foi confirmada.

Desligado do quadro de funcionários da FSA em dezembro, o professor Ricardo Alvarez fez uso da tribuna para criticar a omissão da atual direção da instituição diante do cenário de crise. “Não será essa reitoria que colocará a Fundação nos trilhos.”

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;