Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Aneel cria força-tarefa para fiscalizar 142 barragens de usinas hidrelétricas

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Promessa é a de que até maio construção Rio das Pedras passe por vistoria


Da Redação

08/02/2019 | 07:00


 A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) anunciou a criação de uma força-tarefa para inspecionar, a partir da próxima semana, as barragens de 142 usinas hidrelétricas espalhadas por todo o País até maio. Na lista de locais que serão vistoriados está a barragem Rio das Pedras, localizada na divisa de São Bernardo com Cubatão, na usina de Henry Borden.

De acordo com a Aneel, equipes próprias da agência fiscalizarão as barragens de 71 usinas “com maior dano potencial”. As outras 71, informou o órgão, serão fiscalizadas pelas agências estaduais conveniadas.

Na última semana, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), acompanhado pelo chefe do Executivo de Cubatão, Ademário Oliveira (PSDB), além de engenheiros e técnicos da Defesa Civil, vistoriaram a barragem Rio das Pedras, localizada na divisa dos dois municípios.

Construída na década de 1920, quando nasceu a Represa Billings, a barragem tem 120 mil metros quadrados. De acordo com a equipe da Defesa Civil de São Bernardo, não há sinais aparentes de risco para rompimento. Na oportunidade, no entanto, ambos os prefeitos cobraram fiscalização de órgãos responsáveis pela barragem.

A ação dos prefeitos foi motivada pelo desastre de Brumadinho, em Minas Gerais, onde rompimento de barragem da mina Córrego do Feijão, da Vale, no dia 25 de janeiro, causou a morte de pelo menos 157 pessoas e deixou 182 desaparecidos.

Dois dias depois de habeas corpus concedidos pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), os executivos da Vale e os engenheiros de empresa terceirizada investigados dentro do processo que apura as causas da ruptura da barragem em Brumadinho deixaram a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte, ontem. A decisão inicial da Justiça em Brumadinho era a de que a prisão fosse por, no mínimo, 30 dias. Todos saíram tampando os rostos.

O governo federal anunciou ontem que vai antecipar o pagamento de benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para moradores de Brumadinho. O anúncio com os detalhes será feito nos próximos dias.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aneel cria força-tarefa para fiscalizar 142 barragens de usinas hidrelétricas

Promessa é a de que até maio construção Rio das Pedras passe por vistoria

Da Redação

08/02/2019 | 07:00


 A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) anunciou a criação de uma força-tarefa para inspecionar, a partir da próxima semana, as barragens de 142 usinas hidrelétricas espalhadas por todo o País até maio. Na lista de locais que serão vistoriados está a barragem Rio das Pedras, localizada na divisa de São Bernardo com Cubatão, na usina de Henry Borden.

De acordo com a Aneel, equipes próprias da agência fiscalizarão as barragens de 71 usinas “com maior dano potencial”. As outras 71, informou o órgão, serão fiscalizadas pelas agências estaduais conveniadas.

Na última semana, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), acompanhado pelo chefe do Executivo de Cubatão, Ademário Oliveira (PSDB), além de engenheiros e técnicos da Defesa Civil, vistoriaram a barragem Rio das Pedras, localizada na divisa dos dois municípios.

Construída na década de 1920, quando nasceu a Represa Billings, a barragem tem 120 mil metros quadrados. De acordo com a equipe da Defesa Civil de São Bernardo, não há sinais aparentes de risco para rompimento. Na oportunidade, no entanto, ambos os prefeitos cobraram fiscalização de órgãos responsáveis pela barragem.

A ação dos prefeitos foi motivada pelo desastre de Brumadinho, em Minas Gerais, onde rompimento de barragem da mina Córrego do Feijão, da Vale, no dia 25 de janeiro, causou a morte de pelo menos 157 pessoas e deixou 182 desaparecidos.

Dois dias depois de habeas corpus concedidos pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), os executivos da Vale e os engenheiros de empresa terceirizada investigados dentro do processo que apura as causas da ruptura da barragem em Brumadinho deixaram a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte, ontem. A decisão inicial da Justiça em Brumadinho era a de que a prisão fosse por, no mínimo, 30 dias. Todos saíram tampando os rostos.

O governo federal anunciou ontem que vai antecipar o pagamento de benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para moradores de Brumadinho. O anúncio com os detalhes será feito nos próximos dias.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;