Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Gato com mais de sete vidas

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Livro reconta trajetória de um dos programas mais icônicos da rádio brasileira


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

08/02/2019 | 07:00


Muito antes de um gato virar protagonista de novela – o León, de O Sétimo Guardião, da TV Globo –, um outro bichano já chamava a atenção do público. É que foi com o miado dele, usado como despertador, que muitos ouvintes não perderam a hora de pular da cama e seguir com o dia, seja para escola, trabalho ou qualquer outro compromisso. E isso se repete há exatos 45 anos.

Não falamos, no entanto, de um animal físico, como o da teledramaturgia, mas sim de um dos programas de maior audiência do rádio, O Pulo do Gato, da Bandeirantes, liderado durante todo este período pelo apresentador José Paulo de Andrade. Tamanha importância do programa radiofônico virou, portanto, o livro Esse Gato Ninguém Segura (Ed. Letras do Pensamento, 210 páginas, R$ 45), do jornalista Claudio Junqueira, que será lançado amanhã, às 15h, na Cafeteria The Coffee Is On The Table (Rua Adolfo Bastos, 68), em Santo André.

O jornalista, que durante 11 anos fez parte da equipe do programa, diz que a escolha do lançamento no Grande ABC tem uma razão. “É por causa do público. Fizemos uma pesquisa e a região é um forte reduto de O Pulo. Nada mais justo começar por aí”, diz Junqueira. Tanto que, por diversas vezes, a coluna Memória do Diário, escrita por Ademir Medici, acompanhou a trajetória do programa.

O livro, que demorou três anos para ficar pronto, é uma adaptação da tese de mestrado de Junqueira e foi escrito a partir das memórias dos entrevistados, transcrições de áudios raros, fotografias inéditas, reportagens, documentos e quadros de sucesso, como o Boca no Trombone. E muitas passagens ficaram na lembrança. “Em depoimento, José Paulo me disse que o que mais o marcou foi quando anunciou a queda do presidente do Chile (Salvador Allende, em 1973), que acabou sendo executado. Ele falou no ar que ‘tudo indicava que tivesse sido executado por militares’ e o Brasil vivia a ditadura também. Quando terminou o programa, a diretoria o chamou e disse que aquilo seria muito grave, já que era o primeiro ano que eles estavam no ar, mas no fim não deu em nada”, lembra o jornalista.

Tanto não deu que o apresentador, ainda hoje, todos os dias, a partir das 5h30, abastece o público de informações. “Eu sou referência do programa e ele é minha referência. É o Zé Paulo d’O Pulo do Gato, é O Pulo do Gato do Zé Paulo – então ficou uma coisa só, é muito ligado. Cá entre nós, é o programa mais importante que eu fiz em toda minha vida”, reconhece, no livro, José Paulo de Andrade. Não à toa, trata-se da atração radiofônica há mais tempo no ar com o mesmo apresentador. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Gato com mais de sete vidas

Livro reconta trajetória de um dos programas mais icônicos da rádio brasileira

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

08/02/2019 | 07:00


Muito antes de um gato virar protagonista de novela – o León, de O Sétimo Guardião, da TV Globo –, um outro bichano já chamava a atenção do público. É que foi com o miado dele, usado como despertador, que muitos ouvintes não perderam a hora de pular da cama e seguir com o dia, seja para escola, trabalho ou qualquer outro compromisso. E isso se repete há exatos 45 anos.

Não falamos, no entanto, de um animal físico, como o da teledramaturgia, mas sim de um dos programas de maior audiência do rádio, O Pulo do Gato, da Bandeirantes, liderado durante todo este período pelo apresentador José Paulo de Andrade. Tamanha importância do programa radiofônico virou, portanto, o livro Esse Gato Ninguém Segura (Ed. Letras do Pensamento, 210 páginas, R$ 45), do jornalista Claudio Junqueira, que será lançado amanhã, às 15h, na Cafeteria The Coffee Is On The Table (Rua Adolfo Bastos, 68), em Santo André.

O jornalista, que durante 11 anos fez parte da equipe do programa, diz que a escolha do lançamento no Grande ABC tem uma razão. “É por causa do público. Fizemos uma pesquisa e a região é um forte reduto de O Pulo. Nada mais justo começar por aí”, diz Junqueira. Tanto que, por diversas vezes, a coluna Memória do Diário, escrita por Ademir Medici, acompanhou a trajetória do programa.

O livro, que demorou três anos para ficar pronto, é uma adaptação da tese de mestrado de Junqueira e foi escrito a partir das memórias dos entrevistados, transcrições de áudios raros, fotografias inéditas, reportagens, documentos e quadros de sucesso, como o Boca no Trombone. E muitas passagens ficaram na lembrança. “Em depoimento, José Paulo me disse que o que mais o marcou foi quando anunciou a queda do presidente do Chile (Salvador Allende, em 1973), que acabou sendo executado. Ele falou no ar que ‘tudo indicava que tivesse sido executado por militares’ e o Brasil vivia a ditadura também. Quando terminou o programa, a diretoria o chamou e disse que aquilo seria muito grave, já que era o primeiro ano que eles estavam no ar, mas no fim não deu em nada”, lembra o jornalista.

Tanto não deu que o apresentador, ainda hoje, todos os dias, a partir das 5h30, abastece o público de informações. “Eu sou referência do programa e ele é minha referência. É o Zé Paulo d’O Pulo do Gato, é O Pulo do Gato do Zé Paulo – então ficou uma coisa só, é muito ligado. Cá entre nós, é o programa mais importante que eu fiz em toda minha vida”, reconhece, no livro, José Paulo de Andrade. Não à toa, trata-se da atração radiofônica há mais tempo no ar com o mesmo apresentador. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;