Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Alta de Bolsonaro não ocorrerá antes de 7 dias; nova cirurgia não é descartada

Isac Nóbrega/PR Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


04/02/2019 | 18:37


Após apresentar febre e acúmulo de líquido na região intestinal, o presidente Jair Bolsonaro não vai ter alta do hospital onde está internado antes dos próximos sete dias, afirmou o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, em entrevista coletiva. Inicialmente, a previsão do Palácio do Planalto é que Bolsonaro pudesse voltar a Brasília nesta quarta-feira, 6. O presidente está agora internado em terapia semi-intensiva no Hospital Albert Einstein e precisará receber antibióticos ao longo da semana para evitar um quadro de infecção.

O porta-voz não descartou a realização de uma nova cirurgia, mas disse que isso não está sendo considerado no momento. Também afirmou que a necessidade de um novo afastamento do cargo não é estudada, o que dependerá de orientação médica.

"Obviamente que quarta-feira não será mais o dia de alta do nosso presidente", declarou o porta-voz. "Se a partir de hoje já contarmos um prazo, esse prazo não será antes desses sete dias, que é exatamente o tempo de ação do antibiótico para debelar eventual infecção que possa ser gerada."

O Planalto minimizou a surpresa com a mudança no quadro de saúde do presidente. "Essas intercorrências com altas e baixas são normais para uma pessoa que teve em menos de quatro meses três cirurgias, das quais duas em caráter emergencial", declarou Rêgo Barros. "Está dentro do que é esperado pelo quadro clínico do Hospital Albert Einsten."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alta de Bolsonaro não ocorrerá antes de 7 dias; nova cirurgia não é descartada


04/02/2019 | 18:37


Após apresentar febre e acúmulo de líquido na região intestinal, o presidente Jair Bolsonaro não vai ter alta do hospital onde está internado antes dos próximos sete dias, afirmou o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, em entrevista coletiva. Inicialmente, a previsão do Palácio do Planalto é que Bolsonaro pudesse voltar a Brasília nesta quarta-feira, 6. O presidente está agora internado em terapia semi-intensiva no Hospital Albert Einstein e precisará receber antibióticos ao longo da semana para evitar um quadro de infecção.

O porta-voz não descartou a realização de uma nova cirurgia, mas disse que isso não está sendo considerado no momento. Também afirmou que a necessidade de um novo afastamento do cargo não é estudada, o que dependerá de orientação médica.

"Obviamente que quarta-feira não será mais o dia de alta do nosso presidente", declarou o porta-voz. "Se a partir de hoje já contarmos um prazo, esse prazo não será antes desses sete dias, que é exatamente o tempo de ação do antibiótico para debelar eventual infecção que possa ser gerada."

O Planalto minimizou a surpresa com a mudança no quadro de saúde do presidente. "Essas intercorrências com altas e baixas são normais para uma pessoa que teve em menos de quatro meses três cirurgias, das quais duas em caráter emergencial", declarou Rêgo Barros. "Está dentro do que é esperado pelo quadro clínico do Hospital Albert Einsten."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;