Fechar
Publicidade

Sábado, 20 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Trump diz que procurador-geral decidirá se relatório de Mueller será divulgado

Shealah Craighead/Casa Branca Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/02/2019 | 13:53


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que "cabe totalmente" ao seu procurador-geral decidir se o público poderá ler o relatório do conselheiro especial Robert Mueller, que comanda a apuração sobre o caso Rússia.

Perguntado em uma entrevista ao canal de televisão norte-americano CBS se teria um problema com a publicação do relatório, ele afirmou: "Não sei. Depende. Não faço ideia do que o relatório vai dizer".

O procurador-geral interino Matthew Whitaker afirmou na semana passada que a investigação está "próxima de se completar". Membros do partido Democrata pressionaram o indicado a procurador-geral, William Barr, a se comprometer a divulgar o relatório final na íntegra. Barr disse que não sabe "o que será publicável" ou o que Mueller está escrevendo.

Na entrevista, Trump também afirmou que o seu secretário de Estado, Mike Pompeo, não deixará o ministério, ainda que Republicanos tentem convencê-lo a disputar uma vaga para o Senado em Kansas. "Eu fiz a pergunta para ele outro dia. Ele disse que não vai sair de jeito nenhum. Eu não acho que ele faria isso", disse o presidente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Trump diz que procurador-geral decidirá se relatório de Mueller será divulgado


03/02/2019 | 13:53


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que "cabe totalmente" ao seu procurador-geral decidir se o público poderá ler o relatório do conselheiro especial Robert Mueller, que comanda a apuração sobre o caso Rússia.

Perguntado em uma entrevista ao canal de televisão norte-americano CBS se teria um problema com a publicação do relatório, ele afirmou: "Não sei. Depende. Não faço ideia do que o relatório vai dizer".

O procurador-geral interino Matthew Whitaker afirmou na semana passada que a investigação está "próxima de se completar". Membros do partido Democrata pressionaram o indicado a procurador-geral, William Barr, a se comprometer a divulgar o relatório final na íntegra. Barr disse que não sabe "o que será publicável" ou o que Mueller está escrevendo.

Na entrevista, Trump também afirmou que o seu secretário de Estado, Mike Pompeo, não deixará o ministério, ainda que Republicanos tentem convencê-lo a disputar uma vaga para o Senado em Kansas. "Eu fiz a pergunta para ele outro dia. Ele disse que não vai sair de jeito nenhum. Eu não acho que ele faria isso", disse o presidente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;