Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 23 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Palacio emite sinais em S.Caetano


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

02/02/2019 | 07:00


Ex-vereador de São Caetano, Fabio Palacio (PSD) rivalizou com o atual prefeito da cidade, José Auricchio Júnior (PSDB), no pleito de 2016. Recebeu 19,3 mil votos e, mesmo derrotado, cacifou seu nome para a eleição de 2020. Em 2018, tentou colocar o potencial eleitoral à prova. Candidatou-se a deputado federal, mas o resultado ficou aquém do esperado – teve 10 mil votos em São Caetano –, fato que o fez andar casas para trás no tabuleiro eleitoral local. Ciente do novo contexto, Palacio confidenciou a pessoas próximas a disposição de arrefecer a oposição a Auricchio. Tanto que permitiu que emissários levassem ao tucano convite para conversa de aproximação, até na esteira da estratégia de Auricchio de reaglutinar as forças políticas do município, encerrando o clima bélico instalado em São Caetano desde 2011, quando o ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) se desgarrou do bloco montado ainda por Luiz Olinto Tortorello (morto em 2004).

Possibilidade
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), já falou publicamente que duas mudanças podem acontecer no primeiro escalão – em janeiro, três trocas foram efetivadas. Uma delas é a possível ida do vereador Daniel Cordoba (PSDB) para o governo: as pastas de Assistência Social e de Desenvolvimento Econômico são comentadas. Mas o chefe do Executivo estaria disposto a mexer na Secretaria de Educação, hoje sob comando de Janice Paulino César. O ex-vereador Fabio Palacio (PSD) vê com bons olhos administrar a educação de São Caetano ou o Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental). Seria juntar a fome com a vontade de comer.

Migração
Diretor da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Edgard Brandão foi exonerado pelo prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB). A portaria foi publicada ontem no Diário Oficial. Sua saída reforça a possibilidade de Brandão ocupar posto de destaque no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, entidade administrada por Paulo Serra, não necessariamente como secretário executivo. Atualmente o posto está sob responsabilidade do advogado Uriel Aleixo, ainda na indicação do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB). Paulo Serra já avisou que quer realizar processo de seleção para a secretaria executiva.

PEC
A deputada estadual eleita Carla Morando (PSDB), de São Bernardo, disse que vai protocolar, em seu primeiro dia de mandato na Assembleia Legislativa, PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Estado para alterar a data de posse dos parlamentares estaduais. A ideia da tucana é a de que a legislatura tenha início no dia 1º de janeiro, coincidindo com o mandato do governador. A solenidade dos deputados estaduais, neste ano, acontecerá no dia 15 de março. “É absurdo. Não podemos esperar. O Estado tem várias necessidades e os trabalhos precisam começar o quanto antes para que novas propostas e ações para melhorar a vida das pessoas seja colocada em prática”, comentou a futura deputada.

Panos quentes
O vereador Almir Cicote (Avante), de Santo André, tratou de acalmar aliados que se assustaram com a nota publicada por esta coluna ontem, de que sua ida para o governo de Paulo Serra (PSDB) subira no telhado. Ele avisou que a LOM (Lei Orgânica do Município) e o regimento interno da Câmara não tratam sobre a possibilidade de pedido de licença de um parlamentar durante o período de recesso. Ou seja, o combinado é ele assumir a direção do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) depois de terça-feira, quando oficializará a mesa diretora sua intenção de se licenciar para ocupar cargo no primeiro escalão da administração.

Posse
Os dois deputados federais eleitos pelo Grande ABC tomaram posse ontem. Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT), de Diadema, partirá para o quinto mandato. Alex Manente (PPS), de São Bernardo, figurará na segunda legislatura consecutiva. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Palacio emite sinais em S.Caetano

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

02/02/2019 | 07:00


Ex-vereador de São Caetano, Fabio Palacio (PSD) rivalizou com o atual prefeito da cidade, José Auricchio Júnior (PSDB), no pleito de 2016. Recebeu 19,3 mil votos e, mesmo derrotado, cacifou seu nome para a eleição de 2020. Em 2018, tentou colocar o potencial eleitoral à prova. Candidatou-se a deputado federal, mas o resultado ficou aquém do esperado – teve 10 mil votos em São Caetano –, fato que o fez andar casas para trás no tabuleiro eleitoral local. Ciente do novo contexto, Palacio confidenciou a pessoas próximas a disposição de arrefecer a oposição a Auricchio. Tanto que permitiu que emissários levassem ao tucano convite para conversa de aproximação, até na esteira da estratégia de Auricchio de reaglutinar as forças políticas do município, encerrando o clima bélico instalado em São Caetano desde 2011, quando o ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) se desgarrou do bloco montado ainda por Luiz Olinto Tortorello (morto em 2004).

Possibilidade
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), já falou publicamente que duas mudanças podem acontecer no primeiro escalão – em janeiro, três trocas foram efetivadas. Uma delas é a possível ida do vereador Daniel Cordoba (PSDB) para o governo: as pastas de Assistência Social e de Desenvolvimento Econômico são comentadas. Mas o chefe do Executivo estaria disposto a mexer na Secretaria de Educação, hoje sob comando de Janice Paulino César. O ex-vereador Fabio Palacio (PSD) vê com bons olhos administrar a educação de São Caetano ou o Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental). Seria juntar a fome com a vontade de comer.

Migração
Diretor da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Edgard Brandão foi exonerado pelo prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB). A portaria foi publicada ontem no Diário Oficial. Sua saída reforça a possibilidade de Brandão ocupar posto de destaque no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, entidade administrada por Paulo Serra, não necessariamente como secretário executivo. Atualmente o posto está sob responsabilidade do advogado Uriel Aleixo, ainda na indicação do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB). Paulo Serra já avisou que quer realizar processo de seleção para a secretaria executiva.

PEC
A deputada estadual eleita Carla Morando (PSDB), de São Bernardo, disse que vai protocolar, em seu primeiro dia de mandato na Assembleia Legislativa, PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Estado para alterar a data de posse dos parlamentares estaduais. A ideia da tucana é a de que a legislatura tenha início no dia 1º de janeiro, coincidindo com o mandato do governador. A solenidade dos deputados estaduais, neste ano, acontecerá no dia 15 de março. “É absurdo. Não podemos esperar. O Estado tem várias necessidades e os trabalhos precisam começar o quanto antes para que novas propostas e ações para melhorar a vida das pessoas seja colocada em prática”, comentou a futura deputada.

Panos quentes
O vereador Almir Cicote (Avante), de Santo André, tratou de acalmar aliados que se assustaram com a nota publicada por esta coluna ontem, de que sua ida para o governo de Paulo Serra (PSDB) subira no telhado. Ele avisou que a LOM (Lei Orgânica do Município) e o regimento interno da Câmara não tratam sobre a possibilidade de pedido de licença de um parlamentar durante o período de recesso. Ou seja, o combinado é ele assumir a direção do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) depois de terça-feira, quando oficializará a mesa diretora sua intenção de se licenciar para ocupar cargo no primeiro escalão da administração.

Posse
Os dois deputados federais eleitos pelo Grande ABC tomaram posse ontem. Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT), de Diadema, partirá para o quinto mandato. Alex Manente (PPS), de São Bernardo, figurará na segunda legislatura consecutiva. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;