Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Jovens brasileiros passam 12 horas por dia com celular por perto

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Luís Felipe Soares

03/02/2019 | 07:07


A conexão por meio de smartphones toma grande parte do tempo dos jovens brasileiros que gostam de interagir com amigos e o resto do mundo por meio da internet, mensagens e redes sociais diversas. Levantamento realizado pela Motorola mostrou que esses usuários passam, em média, 12 horas por dia com o celular ao alcance das mãos.

O resultado foi obtido por meio de informações retiradas da pesquisa mundial on-line Phone Life Balance, realizada no ano passado e que ouviu 65 mil adolescentes somente no Brasil. Segundo os dados, 60% dos jovens de todo o País não largam o aparelho eletrônico durante metade do dia. Também foi possível analisar que 1% dos entrevistados disse usar o dispositivo móvel por uma hora ou menos e 30% afirmaram que o deixam por perto até mesmo enquanto dormem.

É no contato com essa tela que garotos e garotas realizam suas atividades, sejam elas mais sérias ou apenas para o lazer. A praticidade trazida pelos smartphones agiliza o contato com outras pessoas, acesso a ouvir música, busca por informações, tempo dedicado a jogos e realização de tarefas escolares. O período das férias aumenta esse contato com o celular por conta do recesso de compromissos e a ampliação do tempo livre para ficar explorando a internet.

MERCADO

O mercado tem apresentado queda no comércio de smartphones no Brasil. Dados do estudo IDC Brazil Mobile Phone Tracker Q3, realizado pela consultoria IDC Brasil, mostram que o número de aparelhos vendidos no terceiro trimestre de 2018 (julho a setembro) foi 7% inferior em relação ao mesmo período de 2017, com cerca de 10,8 milhões de unidades comercializadas. Para o período entre outubro e dezembro, a estimativa é de baixa de 10,5% nas vendas (por volta de 11,26 milhões de dispositivos). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jovens brasileiros passam 12 horas por dia com celular por perto

Luís Felipe Soares

03/02/2019 | 07:07


A conexão por meio de smartphones toma grande parte do tempo dos jovens brasileiros que gostam de interagir com amigos e o resto do mundo por meio da internet, mensagens e redes sociais diversas. Levantamento realizado pela Motorola mostrou que esses usuários passam, em média, 12 horas por dia com o celular ao alcance das mãos.

O resultado foi obtido por meio de informações retiradas da pesquisa mundial on-line Phone Life Balance, realizada no ano passado e que ouviu 65 mil adolescentes somente no Brasil. Segundo os dados, 60% dos jovens de todo o País não largam o aparelho eletrônico durante metade do dia. Também foi possível analisar que 1% dos entrevistados disse usar o dispositivo móvel por uma hora ou menos e 30% afirmaram que o deixam por perto até mesmo enquanto dormem.

É no contato com essa tela que garotos e garotas realizam suas atividades, sejam elas mais sérias ou apenas para o lazer. A praticidade trazida pelos smartphones agiliza o contato com outras pessoas, acesso a ouvir música, busca por informações, tempo dedicado a jogos e realização de tarefas escolares. O período das férias aumenta esse contato com o celular por conta do recesso de compromissos e a ampliação do tempo livre para ficar explorando a internet.

MERCADO

O mercado tem apresentado queda no comércio de smartphones no Brasil. Dados do estudo IDC Brazil Mobile Phone Tracker Q3, realizado pela consultoria IDC Brasil, mostram que o número de aparelhos vendidos no terceiro trimestre de 2018 (julho a setembro) foi 7% inferior em relação ao mesmo período de 2017, com cerca de 10,8 milhões de unidades comercializadas. Para o período entre outubro e dezembro, a estimativa é de baixa de 10,5% nas vendas (por volta de 11,26 milhões de dispositivos). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;