Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Perto de festejar 20 anos do 1º título, Popó deixa o Brasil por academia nos EUA

Reprodução/Instagram  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


29/01/2019 | 13:37


Acelino Popó Freitas vai deixar o Brasil. O ex-campeão mundial dos superpenas e leves viaja para os Estados Unidos em março deste ano, onde vai abrir uma academia de boxe, provavelmente na cidade de Miami, na Flórida.

Em um primeiro momento, Popó irá sozinho. "Lá tem mais mercado para as lutas, qualidade de vida, segurança. Os Estados Unidos mostram para onde vão seus impostos", disse o ex-boxeador, que em agosto vai festejar os 20 anos de seu primeiro título mundial.

Ao mesmo tempo, Popó comemora o bom momento pelo qual passa o boxe brasileiro. "Nunca tivemos tantas chances boas de disputar um cinturão", afirmou, referindo-se a Esquiva Falcão, Yamaguchi Falcão, Robson Conceição e Patrick Teixeira, além da campeã mundial Rose Volante.

Em mais de duas décadas de carreira, Popó, de 43 anos, somou 41 vitórias, sendo 34 por nocautes, e sofreu apenas duas derrotas. Ganhou quatro cinturões mundiais em duas categorias.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Perto de festejar 20 anos do 1º título, Popó deixa o Brasil por academia nos EUA


29/01/2019 | 13:37


Acelino Popó Freitas vai deixar o Brasil. O ex-campeão mundial dos superpenas e leves viaja para os Estados Unidos em março deste ano, onde vai abrir uma academia de boxe, provavelmente na cidade de Miami, na Flórida.

Em um primeiro momento, Popó irá sozinho. "Lá tem mais mercado para as lutas, qualidade de vida, segurança. Os Estados Unidos mostram para onde vão seus impostos", disse o ex-boxeador, que em agosto vai festejar os 20 anos de seu primeiro título mundial.

Ao mesmo tempo, Popó comemora o bom momento pelo qual passa o boxe brasileiro. "Nunca tivemos tantas chances boas de disputar um cinturão", afirmou, referindo-se a Esquiva Falcão, Yamaguchi Falcão, Robson Conceição e Patrick Teixeira, além da campeã mundial Rose Volante.

Em mais de duas décadas de carreira, Popó, de 43 anos, somou 41 vitórias, sendo 34 por nocautes, e sofreu apenas duas derrotas. Ganhou quatro cinturões mundiais em duas categorias.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;