Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

A euforia de Bolsonaro freia no Grande ABC


Raphael Rocha

29/01/2019 | 06:24


A vitória acachapante de Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial provocou uma revolução nos bastidores da política do Grande ABC. Muitos falaram em migrar para o PSL, com objetivo de surfar na popularidade do presidente da República. Esse movimento, aliás, gerou mal-estar em quem já está nas fileiras do partido, que buscam fugir do rótulo da velha política. Passada toda euforia da eleição, Bolsonaro tomou posse no dia 1º e, em um mês, colecionou polêmicas. Falou coisas e voltou atrás muitas vezes, viu ministros se enrolarem sozinhos – como no caso de Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – e observou o filho Flávio Bolsonaro (PSL), deputado estadual do Rio de Janeiro e senador eleito pelo Estado, ser investigado amplamente por suspeita de obter ilegalmente salário de assessores e por suposta relação com a milícia carioca. E os mesmos políticos da região que estavam com um pé e meio no PSL, refugaram. Esperarão os desdobramentos do governo para saber o próximo passo. 

Luto

 Morreu no domingo o ex-vereador Zé do Norte (PT), de Diadema, vítima de AVC. O petista ficou cinco mandatos no Legislativo, entre 1993 e 2012. Nascido em Parelhas, em Rio Grande do Norte, o político teve reduto eleitoral na região da Avenida Dom João VI, no Jardim Canhema. Em seu período como vereador, Zé do Norte emplacou 42 projetos de lei, além de ser conhecido como um dos mais atuantes parlamentares durante as passagens de José de Filippi Júnior (PT) e Gilson Menezes (PDT). Em 2012, decidiu transferir o legado político ao filho Josa, que se elegeu vereador naquele ano e se reelegeu em 2016. O corpo de Zé do Norte foi velado na Câmara e enterrado ontem no Cemitério Vale da Paz.

Reunião

 Servidor da Câmara de São Bernardo, João Antonio Cardoso, conhecido como Meio Kilo, se reuniu ontem com a chefia de gabinete do presidente do Legislativo, Ramon Ramos (PDT), para tratar sobre postagens feitas por ele no fim de semana pedindo boicote à ação solidária para a cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, promovida pelo Fundo Social de Solidariedade de Santo André, gerido pela primeira-dama andreense, Ana Carolina Barreto Serra. Por ora, como se tratou de uma opinião particular dele, a Casa não deve aplicar nenhuma punição. Mas hoje ele se encontrará com Ramon para discutir o caso.

Acompanhamento

 O PT de Mauá decidiu colocar o presidente do diretório local, Getúlio Júnior, o Juninho, e o vereador Marcelo Oliveira como acompanhantes das duas comissões processantes contra o prefeito afastado da cidade, Atila Jacomussi (PSB). Os petistas ficarão responsáveis por avaliar e analisar os passos dos parlamentares sorteados para os grupos que investigarão dois pedidos de impeachment contra o chefe do Executivo, que está preso desde o dia 13 de dezembro, quando foi deflagrada a Operação Trato Feito. Ele está detido acusado de ter recebido propina de fornecedoras do Paço e repassado parte a 21 vereadores e um suplente.

Retorno

 Primeiro vice-presidente do PSB de Mauá, David Ramalho foi oficializado como secretário adjunto de Governo na gestão da prefeita em exercício, Alaíde Damo (MDB). Ele será braço direito de João Veríssimo, escolhido titular da pasta no começo do ano. David foi indicado para o governo do prefeito afastado da cidade, Atila Jacomussi (PSB), pelo ex-governador Márcio França (PSB). Ficou na Prefeitura quando Atila foi preso pela primeira vez, demitido quando o socialista retornou, e agora retorna ao Paço.

Acidente

 Ex-prefeito de Mauá, Diniz Lopes se acidentou quando estava no telhado de seu bar – caiu de uma altura de três metros. Segundo ele, machucou o ombro, cortou a cabeça e se feriu bastante no rosto. Ele foi atendido no Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini e, em vídeo divulgado nas redes sociais, elogiou o atendimento do complexo e da equipe de resgate. “Só faltou um neurocirurgião para avaliar uma fratura que tive no rosto. Tive de ir até o (Hospital Estadual) Serraria (em Diadema)”, comentou Diniz, que revelou não ter necessidade de passar por cirurgia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

A euforia de Bolsonaro freia no Grande ABC

Raphael Rocha

29/01/2019 | 06:24


A vitória acachapante de Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial provocou uma revolução nos bastidores da política do Grande ABC. Muitos falaram em migrar para o PSL, com objetivo de surfar na popularidade do presidente da República. Esse movimento, aliás, gerou mal-estar em quem já está nas fileiras do partido, que buscam fugir do rótulo da velha política. Passada toda euforia da eleição, Bolsonaro tomou posse no dia 1º e, em um mês, colecionou polêmicas. Falou coisas e voltou atrás muitas vezes, viu ministros se enrolarem sozinhos – como no caso de Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – e observou o filho Flávio Bolsonaro (PSL), deputado estadual do Rio de Janeiro e senador eleito pelo Estado, ser investigado amplamente por suspeita de obter ilegalmente salário de assessores e por suposta relação com a milícia carioca. E os mesmos políticos da região que estavam com um pé e meio no PSL, refugaram. Esperarão os desdobramentos do governo para saber o próximo passo. 

Luto

 Morreu no domingo o ex-vereador Zé do Norte (PT), de Diadema, vítima de AVC. O petista ficou cinco mandatos no Legislativo, entre 1993 e 2012. Nascido em Parelhas, em Rio Grande do Norte, o político teve reduto eleitoral na região da Avenida Dom João VI, no Jardim Canhema. Em seu período como vereador, Zé do Norte emplacou 42 projetos de lei, além de ser conhecido como um dos mais atuantes parlamentares durante as passagens de José de Filippi Júnior (PT) e Gilson Menezes (PDT). Em 2012, decidiu transferir o legado político ao filho Josa, que se elegeu vereador naquele ano e se reelegeu em 2016. O corpo de Zé do Norte foi velado na Câmara e enterrado ontem no Cemitério Vale da Paz.

Reunião

 Servidor da Câmara de São Bernardo, João Antonio Cardoso, conhecido como Meio Kilo, se reuniu ontem com a chefia de gabinete do presidente do Legislativo, Ramon Ramos (PDT), para tratar sobre postagens feitas por ele no fim de semana pedindo boicote à ação solidária para a cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, promovida pelo Fundo Social de Solidariedade de Santo André, gerido pela primeira-dama andreense, Ana Carolina Barreto Serra. Por ora, como se tratou de uma opinião particular dele, a Casa não deve aplicar nenhuma punição. Mas hoje ele se encontrará com Ramon para discutir o caso.

Acompanhamento

 O PT de Mauá decidiu colocar o presidente do diretório local, Getúlio Júnior, o Juninho, e o vereador Marcelo Oliveira como acompanhantes das duas comissões processantes contra o prefeito afastado da cidade, Atila Jacomussi (PSB). Os petistas ficarão responsáveis por avaliar e analisar os passos dos parlamentares sorteados para os grupos que investigarão dois pedidos de impeachment contra o chefe do Executivo, que está preso desde o dia 13 de dezembro, quando foi deflagrada a Operação Trato Feito. Ele está detido acusado de ter recebido propina de fornecedoras do Paço e repassado parte a 21 vereadores e um suplente.

Retorno

 Primeiro vice-presidente do PSB de Mauá, David Ramalho foi oficializado como secretário adjunto de Governo na gestão da prefeita em exercício, Alaíde Damo (MDB). Ele será braço direito de João Veríssimo, escolhido titular da pasta no começo do ano. David foi indicado para o governo do prefeito afastado da cidade, Atila Jacomussi (PSB), pelo ex-governador Márcio França (PSB). Ficou na Prefeitura quando Atila foi preso pela primeira vez, demitido quando o socialista retornou, e agora retorna ao Paço.

Acidente

 Ex-prefeito de Mauá, Diniz Lopes se acidentou quando estava no telhado de seu bar – caiu de uma altura de três metros. Segundo ele, machucou o ombro, cortou a cabeça e se feriu bastante no rosto. Ele foi atendido no Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini e, em vídeo divulgado nas redes sociais, elogiou o atendimento do complexo e da equipe de resgate. “Só faltou um neurocirurgião para avaliar uma fratura que tive no rosto. Tive de ir até o (Hospital Estadual) Serraria (em Diadema)”, comentou Diniz, que revelou não ter necessidade de passar por cirurgia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;