Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 23 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O síndico nota dez


Luiz Ribeiro O.N. Costa Junior*

26/01/2019 | 07:27


Afinal, existe uma receita ou um modelo que garanta boa gestão como síndico? Certamente, alguns assuntos são essenciais quando se inicia gestão à frente de um condomínio. As responsabilidades são inúmeras, e o esforço para fazer com que tudo se encaixe e esteja no lugar é essencial. Elaboramos manual para servir como guia e gostaria de compartilhar alguns pontos neste espaço. São dicas importantes tanto para quem é síndico como para aqueles que desejam ter um bom síndico. Claro que não poderei explorá-lo em apenas um texto, pretendo retomar esse assunto ao longo do ano. Vamos lá!

Para começar, fique atento. Você sabe como estão suas contas? Quanto tem na conta ordinária, no fundo de reserva, no caixa pequeno? Quanto tem sido investido em melhorias? É fundamental que o síndico saiba onde está, para poder planejar para onde ir.

Segundo, alerta: verifique o vencimento dos serviços essenciais do condomínio: seguro, extintores, limpeza das caixas-d’água, dedetização, manutenção dos para-raios e AVCB (certificado dos bombeiros) devem estar em dia. Providencie para que tudo fique em ordem caso não esteja e, se já estiver, planeje as atualizações, que devem ser feitas periodicamente.

Você utiliza os serviços de uma administradora? O trabalho dela pode ser muito importante para lhe ajudar a ter boa gestão. Conheça sua prestadora de serviço. Tenha à mão os contatos diretos do departamento pessoal, departamento de cobrança e boletos, departamento fiscal, contas a pagar, departamento jurídico. Todos esses profissionais certamente lhe auxiliarão na lida diária com os assuntos do condomínio e farão toda a diferença.

A administradora também pode colaborar com a cotação ou indicação para produtos e serviços. Lembre, quando for realizar qualquer orçamento, que é importante fazer a pesquisa com ao menos três fornecedores para garantir preço justo e qualidade razoável. Quando for escolher um fornecedor, alguns cuidados mínimos são muito importantes. Certidões negativas, referências e combinar o prazo de entrega ou conclusão são essenciais. Também atente para negociar bem e planejar a forma de pagamento conforme o fluxo de caixa. Estabeleça as fases do projeto quando estiver lidando com uma obra, de maneira clara e praticável.

Previsões orçamentárias: este é um tema importante para o início de ano de todo síndico. Elas devem ser elaboradas por profissionais que acompanhem efetivamente as despesas do condomínio, de forma a mantê-las o mais próximo possível da realidade, evitando que os condôminos paguem valores indevidos. É importante que seu planejamento seja consistente, para evitar ao máximo as oscilações na taxa condominial. A prestação de contas deve ser feita mensalmente, com todos os documentos originais, como recibos, extratos e comprovantes.

Há ainda tantos outros temas essenciais! Gestão de cobrança, de despesas e receitas, assessoria tributária... acompanhe esta coluna em 2019 que lhe daremos todas as dicas para ser um verdadeiro síndico nota dez!


* Advogado, administrador de empresas e pós-graduado em direito processual civil pela PUC-SP. Atua com condomínios desde 1991 e com direito imobiliário e condominial desde 2002. Escreve nesta coluna quinzenalmente, aos sábados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O síndico nota dez

Luiz Ribeiro O.N. Costa Junior*

26/01/2019 | 07:27


Afinal, existe uma receita ou um modelo que garanta boa gestão como síndico? Certamente, alguns assuntos são essenciais quando se inicia gestão à frente de um condomínio. As responsabilidades são inúmeras, e o esforço para fazer com que tudo se encaixe e esteja no lugar é essencial. Elaboramos manual para servir como guia e gostaria de compartilhar alguns pontos neste espaço. São dicas importantes tanto para quem é síndico como para aqueles que desejam ter um bom síndico. Claro que não poderei explorá-lo em apenas um texto, pretendo retomar esse assunto ao longo do ano. Vamos lá!

Para começar, fique atento. Você sabe como estão suas contas? Quanto tem na conta ordinária, no fundo de reserva, no caixa pequeno? Quanto tem sido investido em melhorias? É fundamental que o síndico saiba onde está, para poder planejar para onde ir.

Segundo, alerta: verifique o vencimento dos serviços essenciais do condomínio: seguro, extintores, limpeza das caixas-d’água, dedetização, manutenção dos para-raios e AVCB (certificado dos bombeiros) devem estar em dia. Providencie para que tudo fique em ordem caso não esteja e, se já estiver, planeje as atualizações, que devem ser feitas periodicamente.

Você utiliza os serviços de uma administradora? O trabalho dela pode ser muito importante para lhe ajudar a ter boa gestão. Conheça sua prestadora de serviço. Tenha à mão os contatos diretos do departamento pessoal, departamento de cobrança e boletos, departamento fiscal, contas a pagar, departamento jurídico. Todos esses profissionais certamente lhe auxiliarão na lida diária com os assuntos do condomínio e farão toda a diferença.

A administradora também pode colaborar com a cotação ou indicação para produtos e serviços. Lembre, quando for realizar qualquer orçamento, que é importante fazer a pesquisa com ao menos três fornecedores para garantir preço justo e qualidade razoável. Quando for escolher um fornecedor, alguns cuidados mínimos são muito importantes. Certidões negativas, referências e combinar o prazo de entrega ou conclusão são essenciais. Também atente para negociar bem e planejar a forma de pagamento conforme o fluxo de caixa. Estabeleça as fases do projeto quando estiver lidando com uma obra, de maneira clara e praticável.

Previsões orçamentárias: este é um tema importante para o início de ano de todo síndico. Elas devem ser elaboradas por profissionais que acompanhem efetivamente as despesas do condomínio, de forma a mantê-las o mais próximo possível da realidade, evitando que os condôminos paguem valores indevidos. É importante que seu planejamento seja consistente, para evitar ao máximo as oscilações na taxa condominial. A prestação de contas deve ser feita mensalmente, com todos os documentos originais, como recibos, extratos e comprovantes.

Há ainda tantos outros temas essenciais! Gestão de cobrança, de despesas e receitas, assessoria tributária... acompanhe esta coluna em 2019 que lhe daremos todas as dicas para ser um verdadeiro síndico nota dez!


* Advogado, administrador de empresas e pós-graduado em direito processual civil pela PUC-SP. Atua com condomínios desde 1991 e com direito imobiliário e condominial desde 2002. Escreve nesta coluna quinzenalmente, aos sábados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;