Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

No Twitter, Bolsonaro destaca assinatura de MP contra fraudes no INSS

Tânia Rêgo/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


19/01/2019 | 08:27


O presidente Jair Bolsonaro destacou em um tuíte ontem à noite a assinatura da Medida Provisória que tem como objetivo combater fraudes no INSS. De acordo com a equipe econômica, a nova MP deverá gerar economia de R$ 9,8 bilhões no primeiro ano de vigência.

O texto altera regras de concessão de benefícios, como auxílio-reclusão, e promove revisão de benefícios com suspeitas de irregularidades na Previdência Social.

"Assinamos hoje Medida Provisória que foca o combate de fraudes no INSS, podendo poupar cerca de R$10 bilhões por ano aos cofres públicos", escreveu o presidente na conta oficial de Twitter dele na noite desta sexta-feira, 18.

A estimativa é bem menor que a anunciada antes pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que chegou a falar numa economia entre R$ 17 bilhões e R$ 20 bilhões.

Ontem, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, evitou comentar as projeções mais otimistas e disse apenas que, a depender do resultado dos programas de revisões nos próximos seis meses, o total poupado pode efetivamente crescer. "Adotamos números conservadores", explicou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

No Twitter, Bolsonaro destaca assinatura de MP contra fraudes no INSS


19/01/2019 | 08:27


O presidente Jair Bolsonaro destacou em um tuíte ontem à noite a assinatura da Medida Provisória que tem como objetivo combater fraudes no INSS. De acordo com a equipe econômica, a nova MP deverá gerar economia de R$ 9,8 bilhões no primeiro ano de vigência.

O texto altera regras de concessão de benefícios, como auxílio-reclusão, e promove revisão de benefícios com suspeitas de irregularidades na Previdência Social.

"Assinamos hoje Medida Provisória que foca o combate de fraudes no INSS, podendo poupar cerca de R$10 bilhões por ano aos cofres públicos", escreveu o presidente na conta oficial de Twitter dele na noite desta sexta-feira, 18.

A estimativa é bem menor que a anunciada antes pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que chegou a falar numa economia entre R$ 17 bilhões e R$ 20 bilhões.

Ontem, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, evitou comentar as projeções mais otimistas e disse apenas que, a depender do resultado dos programas de revisões nos próximos seis meses, o total poupado pode efetivamente crescer. "Adotamos números conservadores", explicou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;