Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Aliado para o saneamento


Do Diário do Grande ABC

15/01/2019 | 12:04


Apesar de ser a sétima economia do mundo, o Brasil, em relação ao serviço de saneamento básico, ainda deixa a desejar. Segundo estudo realizado pelo Instituto Trata Brasil em 2016, apenas 45% do esgoto gerado passa por tratamento, ou seja, 5,2 bilhões de metros cúbicos são despejados na natureza, por ano. E mais. Dez anos após a Lei do Saneamento Básico ter sido sancionada, mais de 4,4 milhões de residências no Brasil ainda não têm coleta. A falta de saneamento impacta diretamente na Saúde e na Economia. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), para cada R$ 1 investido em saneamento básico, R$ 4 são economizados em tratamentos de Saúde.

No quesito de ganhos econômicos, se os investimentos destinados ao saneamento fossem feitos adequadamente, além de melhorar a qualidade de vida das pessoas, incrementaria o número de postos de trabalho em razão das próprias obras e a valorização da região. É cenário de desafios, mas também de oportunidades. Em julho de 2017, o então presidente Michel Temer assinou a MP (Medida Provisória) que institui o novo marco legal do saneamento básico. O texto dará à ANA (Agência Nacional de Águas) a atribuição de regulamentar o setor, além da possibilidade de investimentos por meio de PPPs (Parcerias Público-Privadas).

Embora o próximo governo tenha enorme desafio para colocar o País em rota de crescimento econômico, com aumento da Segurança e melhora na Saúde pública, neste último setor é que o saneamento pode ser seu principal aliado, com melhoria do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e, por consequência, a redução de proliferação de doenças e outros fatores que afetam a saúde humana. É evidente que o Brasil reúne todas as condições para universalizar o serviço de saneamento. Temos grandes áreas disponíveis para a construção de estações de tratamento e acondicionamento de resíduos sólidos e esgoto. Isso sem contar o número expressivo de agentes qualificados, aliados à comunidade acadêmica e às tecnologias de ponta presentes no mercado, inclusive fabricadas no País.

Estamos falando, por exemplo, de soluções voltadas à engenharia, que garantem e até melhoram a qualidade do solo, do ar, dos aquíferos, como os geossintéticos. Trata-se de materiais sintéticos fabricados por meio de matérias-primas controladas e desenvolvidas especialmente para essa finalidade. Eles têm importante função em obras de engenharia, pois agregam desempenho, rapidez, segurança e tecnologia industrial às obras, além de serem soluções que possibilitam reduzir o uso de recursos naturais.

Fabricio Zambotto é coordenador do CTG (Comitê Técnico de Geossintéticos) da Abint (Associação Brasileira das Indústrias de Não Tecidos e Tecidos Técnicos).

Palavra do leitor

Terrorismo

 Define-se terrorismo como o uso de violência, física ou psicológica, por meio de ataques localizados a elementos ou instalações públicas ou privadas com o objetivo de incutir medo e terror, obtendo, dessa forma, efeitos psicológicos sobre as vítimas. É utilizado por grande gama de instituições como forma de alcançar seus objetivos, como organizações criminosas, grupos separatistas, partidos políticos de esquerda e de direita e até por governos no poder. Dessa maneira, podemos considerar que os ataques de grupos criminosos no Ceará, Black Blocs em São Paulo e as invasões de propriedades pelo País afora enquadram-se perfeitamente nessa condição e assim devem ser encarados pelos órgão competentes.

Vanderlei A. Retondo

Santo André

Insensatez

 Como usuário do transporte público, observo a insensatez da lei. Motoristas de coletivo praticando dupla função em São Bernardo: dirigir e cobrar. Isso é forma de exploração das empresas, colocando em risco a segurança daqueles que se encontram embarcados. Os órgãos responsáveis em fiscalizar fazem vistas grossas por tal absurdo (agente de trânsito). Por outro lado, o uso do celular ao dirigir é uma das infrações que mais têm gerado multas de trânsito. Parabéns! Mas também vamos multar as empresas de ônibus de São Bernardo baseado no CTB (Código de Trânsito Brasileiro), artigo 252. Afinal, pau que dá em Chico dá em Francisco.

Gércio Vidal

São Bernardo

Resposta 

 Em resposta à carta do leitor João Paulo de Oliveira (Museu da televisão, dia 10), a direção da Pró-TV/Museu da TV esclarece que a associação não foi desativada. O que houve é que mudamos de sede e estamos agora readequando o acervo ao novo espaço. A sede antiga era a residência da saudosa Vida Alves e, com sua morte, houve necessidade de que a Pró-TV tivesse outro espaço. Assim, o Museu da TV está agora na Rua Sete de Abril, 118, conjunto 502, a 100 metros da Estação Anhangabaú do Metrô. Em breve vamos anunciar o retorno das visitações. Estamos em atividade normalmente pelas redes sociais: www.museudatv.com.br; pelo Facebook, com a nossa página Pró-TV; e pode-se entrar em contato conosco pelo e-mail protv.museudatv@gmail.com. Nosso novo telefone é 3231.4777. Com relação ao acervo que estava na Cidade da Criança, em São Bernardo, foi decisão da nova administração municipal não se responsabilizar mais pelo material que estava lá e nos solicitou que retirássemos todo ele. Mas a luta de Vida Alves continua acesa e o Museu deve reabrir muito em breve.

Thaís Alves, 

 presidente da Pró-TV/Museu da TV

Vícios

 Se o Congresso cruzará os braços sem opção ao toma lá dá cá, a única opção que essa gente está viciada e espera é o toma lá dá cá. São 30 anos de vícios, e mesmo com dois terços do Congresso renovados, a maioria continua se elegendo para enriquecer e não cumprir promessas de campanha. Se a população não se mobilizar e cobrar incansavelmente essas mudanças, em breve o presidente Bolsonaro precisará se curvar à quadrilha para conseguir aprovar reformas. E a chantagem já foi lançada no ar. A população quer mudanças radicais nessa roubalheira e eles ainda não entenderam. Esqueceram que redes sociais não dormem?

Beatriz Campos

Capital

Frei

 O frei Luiz Fávaro, depois de visitar o senhor Lula na prisão em Curitiba (Política, dia 8), declarou que não acredita em nada do que o acusam, que ele roubou etc, afirmando, ainda, que o ex-presidente é inocente. Bem, frei Luiz Favaro ou é muito inocente ou muito cara de pau. Principalmente por ter conhecido o ex-presidente nos anos 1970, portanto conhecedor de sua trajetória.

Luiz Roberto Batista

 São Bernardo

Mafioso 

 Enquanto Cesare Battisti já está na Itália, trancafiado em cela na Sardenha, quem realmente mais ganhou os holofotes com esse episódio foi o esperto presidente da Bolívia, Evo Morales, já que a captura do criminoso ocorreu em seu país, na cidade de Santa Cruz de La Sierra! E o nosso Brasil, infelizmente, vai carregar para história a mácula da humilhação protagonizada pelo governo Lula, que, contrariando pedido do governo italiano, concedeu asilo político ao mafioso, condenado à prisão perpétua pela Justiça italiana! Porém, enquanto os corruptos do PT já comemoravam que, pela forte amizade com Lula, o presidente boliviano iria também oferecer asilo a Battisti, Evo Morales, sem pestanejar, dá mais uma rasteira no ‘lulopetismo’ entregando o mafioso à polícia italiana. 

Paulo Panossian

São Carlos (SP)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aliado para o saneamento

Do Diário do Grande ABC

15/01/2019 | 12:04


Apesar de ser a sétima economia do mundo, o Brasil, em relação ao serviço de saneamento básico, ainda deixa a desejar. Segundo estudo realizado pelo Instituto Trata Brasil em 2016, apenas 45% do esgoto gerado passa por tratamento, ou seja, 5,2 bilhões de metros cúbicos são despejados na natureza, por ano. E mais. Dez anos após a Lei do Saneamento Básico ter sido sancionada, mais de 4,4 milhões de residências no Brasil ainda não têm coleta. A falta de saneamento impacta diretamente na Saúde e na Economia. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), para cada R$ 1 investido em saneamento básico, R$ 4 são economizados em tratamentos de Saúde.

No quesito de ganhos econômicos, se os investimentos destinados ao saneamento fossem feitos adequadamente, além de melhorar a qualidade de vida das pessoas, incrementaria o número de postos de trabalho em razão das próprias obras e a valorização da região. É cenário de desafios, mas também de oportunidades. Em julho de 2017, o então presidente Michel Temer assinou a MP (Medida Provisória) que institui o novo marco legal do saneamento básico. O texto dará à ANA (Agência Nacional de Águas) a atribuição de regulamentar o setor, além da possibilidade de investimentos por meio de PPPs (Parcerias Público-Privadas).

Embora o próximo governo tenha enorme desafio para colocar o País em rota de crescimento econômico, com aumento da Segurança e melhora na Saúde pública, neste último setor é que o saneamento pode ser seu principal aliado, com melhoria do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e, por consequência, a redução de proliferação de doenças e outros fatores que afetam a saúde humana. É evidente que o Brasil reúne todas as condições para universalizar o serviço de saneamento. Temos grandes áreas disponíveis para a construção de estações de tratamento e acondicionamento de resíduos sólidos e esgoto. Isso sem contar o número expressivo de agentes qualificados, aliados à comunidade acadêmica e às tecnologias de ponta presentes no mercado, inclusive fabricadas no País.

Estamos falando, por exemplo, de soluções voltadas à engenharia, que garantem e até melhoram a qualidade do solo, do ar, dos aquíferos, como os geossintéticos. Trata-se de materiais sintéticos fabricados por meio de matérias-primas controladas e desenvolvidas especialmente para essa finalidade. Eles têm importante função em obras de engenharia, pois agregam desempenho, rapidez, segurança e tecnologia industrial às obras, além de serem soluções que possibilitam reduzir o uso de recursos naturais.

Fabricio Zambotto é coordenador do CTG (Comitê Técnico de Geossintéticos) da Abint (Associação Brasileira das Indústrias de Não Tecidos e Tecidos Técnicos).

Palavra do leitor

Terrorismo

 Define-se terrorismo como o uso de violência, física ou psicológica, por meio de ataques localizados a elementos ou instalações públicas ou privadas com o objetivo de incutir medo e terror, obtendo, dessa forma, efeitos psicológicos sobre as vítimas. É utilizado por grande gama de instituições como forma de alcançar seus objetivos, como organizações criminosas, grupos separatistas, partidos políticos de esquerda e de direita e até por governos no poder. Dessa maneira, podemos considerar que os ataques de grupos criminosos no Ceará, Black Blocs em São Paulo e as invasões de propriedades pelo País afora enquadram-se perfeitamente nessa condição e assim devem ser encarados pelos órgão competentes.

Vanderlei A. Retondo

Santo André

Insensatez

 Como usuário do transporte público, observo a insensatez da lei. Motoristas de coletivo praticando dupla função em São Bernardo: dirigir e cobrar. Isso é forma de exploração das empresas, colocando em risco a segurança daqueles que se encontram embarcados. Os órgãos responsáveis em fiscalizar fazem vistas grossas por tal absurdo (agente de trânsito). Por outro lado, o uso do celular ao dirigir é uma das infrações que mais têm gerado multas de trânsito. Parabéns! Mas também vamos multar as empresas de ônibus de São Bernardo baseado no CTB (Código de Trânsito Brasileiro), artigo 252. Afinal, pau que dá em Chico dá em Francisco.

Gércio Vidal

São Bernardo

Resposta 

 Em resposta à carta do leitor João Paulo de Oliveira (Museu da televisão, dia 10), a direção da Pró-TV/Museu da TV esclarece que a associação não foi desativada. O que houve é que mudamos de sede e estamos agora readequando o acervo ao novo espaço. A sede antiga era a residência da saudosa Vida Alves e, com sua morte, houve necessidade de que a Pró-TV tivesse outro espaço. Assim, o Museu da TV está agora na Rua Sete de Abril, 118, conjunto 502, a 100 metros da Estação Anhangabaú do Metrô. Em breve vamos anunciar o retorno das visitações. Estamos em atividade normalmente pelas redes sociais: www.museudatv.com.br; pelo Facebook, com a nossa página Pró-TV; e pode-se entrar em contato conosco pelo e-mail protv.museudatv@gmail.com. Nosso novo telefone é 3231.4777. Com relação ao acervo que estava na Cidade da Criança, em São Bernardo, foi decisão da nova administração municipal não se responsabilizar mais pelo material que estava lá e nos solicitou que retirássemos todo ele. Mas a luta de Vida Alves continua acesa e o Museu deve reabrir muito em breve.

Thaís Alves, 

 presidente da Pró-TV/Museu da TV

Vícios

 Se o Congresso cruzará os braços sem opção ao toma lá dá cá, a única opção que essa gente está viciada e espera é o toma lá dá cá. São 30 anos de vícios, e mesmo com dois terços do Congresso renovados, a maioria continua se elegendo para enriquecer e não cumprir promessas de campanha. Se a população não se mobilizar e cobrar incansavelmente essas mudanças, em breve o presidente Bolsonaro precisará se curvar à quadrilha para conseguir aprovar reformas. E a chantagem já foi lançada no ar. A população quer mudanças radicais nessa roubalheira e eles ainda não entenderam. Esqueceram que redes sociais não dormem?

Beatriz Campos

Capital

Frei

 O frei Luiz Fávaro, depois de visitar o senhor Lula na prisão em Curitiba (Política, dia 8), declarou que não acredita em nada do que o acusam, que ele roubou etc, afirmando, ainda, que o ex-presidente é inocente. Bem, frei Luiz Favaro ou é muito inocente ou muito cara de pau. Principalmente por ter conhecido o ex-presidente nos anos 1970, portanto conhecedor de sua trajetória.

Luiz Roberto Batista

 São Bernardo

Mafioso 

 Enquanto Cesare Battisti já está na Itália, trancafiado em cela na Sardenha, quem realmente mais ganhou os holofotes com esse episódio foi o esperto presidente da Bolívia, Evo Morales, já que a captura do criminoso ocorreu em seu país, na cidade de Santa Cruz de La Sierra! E o nosso Brasil, infelizmente, vai carregar para história a mácula da humilhação protagonizada pelo governo Lula, que, contrariando pedido do governo italiano, concedeu asilo político ao mafioso, condenado à prisão perpétua pela Justiça italiana! Porém, enquanto os corruptos do PT já comemoravam que, pela forte amizade com Lula, o presidente boliviano iria também oferecer asilo a Battisti, Evo Morales, sem pestanejar, dá mais uma rasteira no ‘lulopetismo’ entregando o mafioso à polícia italiana. 

Paulo Panossian

São Carlos (SP)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;