Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 18 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Diadema cobra dívida de vereador na Justiça

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Gestão Lauro processa Audair Leonel por calote em multas de trânsito e taxas de funerária


Júnior Carvalho
Do dgabc.com.br

12/01/2019 | 07:00


A Prefeitura de Diadema, governada por Lauro Michels (PV), entrou na Justiça para cobrar cerca de R$ 2.500 em dívidas do vereador governista Audair Leonel (PPS) referentes a multas de trânsito e taxas de funerária. Os débitos estão atrasados há cerca de quatro anos.

A ação, que tramita na mesa do juiz José Pedro Rebello Giannini, da Vara da Fazenda Pública de Diadema, é a última ferramenta que a Prefeitura tem para garantir o pagamento de um débito. Se a execução for acatada pela Justiça, Audair Leonel pode ter até bens penhorados para garantir o recebimento do passivo.

Vereador em primeiro mandato, Audair tem pelo menos seis dívidas com o município do qual ele próprio ajuda a fiscalizar e formular as leis. Entre os débitos, três são relacionados a pendências com o serviço funerário municipal (que totalizam R$ 2.054) e outras três infrações de trânsito (somam cerca de R$ 400).

Ao Diário, Audair Leonel reconheceu as dívidas com a Prefeitura, mas transferiu a responsabilidade da origem dos débitos. “(A dívida com funerária) Foi uma ajuda que eu dei para o pessoal da comunidade, que não acertou, e aí sobrou para mim. Mas nem me comunicaram e já entraram na Justiça?”, questionou o vereador, que recentemente ajudou a aprovar, na Câmara, programa de parcelamento de dívidas dos contribuintes com descontos que chegam a 100% sobre juros e multas.

“Só preciso ver direitinho o que são (as dívidas). Esse negócio de multa de trânsito também tenho que ver, porque eu tenho um carro que eu passei para frente e os caras me arrebentaram... Deve ser multa de um Fiat Uno que eu vendi para um cara”, justificou o parlamentar, que ainda ironizou a cobrança. “Isso é coisa do Chico Rocha (Francisco José Rocha, secretário de Finanças do município) querendo receber as multas dele”, brincou.

Em nota, o governo Lauro afirmou que a cobrança da dívida de Audair Leonel segue “protocolos aplicados a todas as pessoas físicas que possuam dívidas em aberto com o município”. “Não existe nenhum tratamento diferenciado, seja positivo ou negativo, pelo fato de o mesmo ocupar o cargo eletivo de vereador”, disse o Paço. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diadema cobra dívida de vereador na Justiça

Gestão Lauro processa Audair Leonel por calote em multas de trânsito e taxas de funerária

Júnior Carvalho
Do dgabc.com.br

12/01/2019 | 07:00


A Prefeitura de Diadema, governada por Lauro Michels (PV), entrou na Justiça para cobrar cerca de R$ 2.500 em dívidas do vereador governista Audair Leonel (PPS) referentes a multas de trânsito e taxas de funerária. Os débitos estão atrasados há cerca de quatro anos.

A ação, que tramita na mesa do juiz José Pedro Rebello Giannini, da Vara da Fazenda Pública de Diadema, é a última ferramenta que a Prefeitura tem para garantir o pagamento de um débito. Se a execução for acatada pela Justiça, Audair Leonel pode ter até bens penhorados para garantir o recebimento do passivo.

Vereador em primeiro mandato, Audair tem pelo menos seis dívidas com o município do qual ele próprio ajuda a fiscalizar e formular as leis. Entre os débitos, três são relacionados a pendências com o serviço funerário municipal (que totalizam R$ 2.054) e outras três infrações de trânsito (somam cerca de R$ 400).

Ao Diário, Audair Leonel reconheceu as dívidas com a Prefeitura, mas transferiu a responsabilidade da origem dos débitos. “(A dívida com funerária) Foi uma ajuda que eu dei para o pessoal da comunidade, que não acertou, e aí sobrou para mim. Mas nem me comunicaram e já entraram na Justiça?”, questionou o vereador, que recentemente ajudou a aprovar, na Câmara, programa de parcelamento de dívidas dos contribuintes com descontos que chegam a 100% sobre juros e multas.

“Só preciso ver direitinho o que são (as dívidas). Esse negócio de multa de trânsito também tenho que ver, porque eu tenho um carro que eu passei para frente e os caras me arrebentaram... Deve ser multa de um Fiat Uno que eu vendi para um cara”, justificou o parlamentar, que ainda ironizou a cobrança. “Isso é coisa do Chico Rocha (Francisco José Rocha, secretário de Finanças do município) querendo receber as multas dele”, brincou.

Em nota, o governo Lauro afirmou que a cobrança da dívida de Audair Leonel segue “protocolos aplicados a todas as pessoas físicas que possuam dívidas em aberto com o município”. “Não existe nenhum tratamento diferenciado, seja positivo ou negativo, pelo fato de o mesmo ocupar o cargo eletivo de vereador”, disse o Paço. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;